Notícias Adventistas

Idosos descobrem na igreja que nunca é tarde para aprender

Projetos relacionados ao Ministério do Idoso mudam a perspectiva da terceira idade.

6 de outubro de 2016
Igreja em momento de oração no Encontro de Idosos e também Dia Internacional do Idoso

Igreja em momento de oração no Encontro de Idosos e também Dia Internacional do Idoso

São Paulo, SP… [ASN] Nas próximas décadas o número de idosos no Brasil deve aumentar. De acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano de 2050, haverá 73 idosos para cada 100 crianças. Em 2010, a população idosa chegou ao marco de mais de 23 milhões no país, como consta o último Censo (2010).

O crescimento da expectativa de vida dos brasileiros e a diminuição da natalidade são os fatores pelo aumento da “terceira idade”. Para o líder do Ministério do Idoso nas regiões norte e leste de São Paulo, Dermival dos Reis, a faixa etária é o que mais desafia o país e a igreja. “O crescimento tem sido contínuo e, em muitas igrejas, é o maior grupo, mais que jovens e crianças. A possibilidade de uma velhice bem-sucedida, relevante na igreja e na comunidade é o nosso desafio”, comenta.

Diante do novo cenário nas congregações, a Sede da Igreja Adventista na América do Sul (Divisão Sul-Americana) estabeleceu o Ministério do Idoso para cada Igreja Adventista do Sétimo Dia local. Para Reis, a decisão é desafiante. “Precisamos ter líderes que amem o idoso para iniciar o trabalho de maneira intensa nas igrejas e comunidades”, ressalta.

Leia também

Terceira Idade de Itaim Paulista em Encontro de Idosos [Foto: Michelle Martins]

Terceira Idade de Itaim Paulista em Encontro de Idosos [Foto: Michelle Martins]

Vovôs e vovós à todo vapor

No norte e leste de São Paulo (SP) há mais de 6 mil e 500 adventistas com mais de 60 anos. Cerca de 75% corresponde a mulheres. Segundo ainda o líder do Ministério do Idoso, o grupo permanece ativo. “Temos recebido relatórios maravilhosos de conversões e participação em projetos como Impacto Esperança, por exemplo, onde a maior distribuição de livros foi feita pelo grupo”, conta.

Durante os dias 30 de setembro e 01 de outubro, aconteceu o primeiro Encontro de Idosos na região de Itaim Paulista. Os temas apresentados são relacionados a saúde física e emocional do idoso, e o desenvolvimento dos relacionamentos sociais e espirituais.

“A ideia é compartilhar projetos para que os idosos sejam felizes e estejam dispostos a se engajarem no Desafio 1+1, utilizando seus talentos na missão de evangelizar. Muitas igrejas já realizam projetos interessantes nessa área, mas precisamos mais. Os idosos tem um potencial maravilhoso na missão da Igreja”, fala.

Proami

O Projeto Amigos do Idoso existe há 8 anos em Itaim Paulista e possui 20 integrantes. A idealizadora Nilda Santos foi a primeira pessoa a ser batizada na igreja local, em 1964. Simpatizante do grupo da “terceira idade”, decidiu criar um projeto que pudesse ajudar os “vôs” e “vós” com atividades e eventos relacionados a faixa etária.

A Gerontóloga Noely Cibeli recebe homenagem junto a mãe e também fundadora do Proami, Nilda Silva

A Gerontóloga Noely Cibeli recebe homenagem junto a mãe e também fundadora do Proami, Nilda Santos

De acordo com Santos, é preciso desmistificar a ideia que para o idoso só funciona Bingo. Durante o projeto, são realizadas oficinas que fortalecem a memória, artesanato, passeios, leitura de livros religiosos e outras atividades.

“Nossos idosos que estavam ali de ladinho, agora fazem muitas coisas para a igreja, trabalho fora, social e para eles mesmos. Muitos criaram a aprendizagem. Uns com mais de 70 anos já viram dentro deles que poderiam fazer mais coisas. Antes achavam que nunca iriam conseguir”, conta.

Seu Vandi da Silva é ancião no cargo da igreja e também na idade, tem 65 anos,  e faz parte do grupo de idosos. Há mais de três décadas frequentando o templo, viu muita coisa acontecer no passar do tempo. “Essa igreja tinha 80 membros e agora tem mais de 400”, lembra.

Silva, questionado sobre o dia do idoso, relata que é um privilégio ter chegado nessa fase. “Muitos não chegaram e eu devo aos meus amigos de fé que tem me ajudado nessa carreira cristã, cuja a nossa maior esperança é uma pessoa chamada Jesus Cristo”. [Equipe ASN, Michelle Martins]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox