Notícias Adventistas

Eventos

Encontro treina voluntários que cuidam da secretaria das Igrejas

Encontro levou participantes a focar em: espiritualidade, capacitação, relacionamentos e padronização de informações.


  • Share:

Penedo, RJ [ASN] O Encontro anual de secretaria aconteceu entre os dias 20 a 22 de novembro, no Centro de Treinamento(CATRE) Satulina, localizado em Penedo, RJ.

O Encontro com o tema “Focados na Missão” reuniu 160 secretários e secretárias que cuidam dos dados das Igrejas Adventistas do Sétimo Dia no território da Associação Rio Sul. O voluntário que cuida da secretaria das Igrejas Adventistas assume quatro responsabilidades principais: administrar, registrar, conservar e informar. Para isso, utiliza o programa da IASD conhecido por ACMS.

ACMS

Palestras com momentos de perguntas e respostas com pastor Leonidas Guedes e Maykon Bravo.

Palestras com momentos de perguntas e respostas com pastor Leonidas Guedes e Maykon Bravo.

O programa usado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia para este controle, tanto na secretaria como na tesouraria, é conhecido pela sigla ACMS – que significa Sistema de Gestão da Igreja Adventista. O Sistema auxilia secretários e tesoureiros a informar dados e emitir relatórios diversos, que ficam acessíveis para toda a Divisão Sul-Americana. Em cada Encontro é realizado o treinamento deste Sistema para novos e experientes secretários(as). O ACMS tem pouco mais de 4 anos de uso e a rotatividade que acontece nesta função, em algumas igrejas, a cada ano, mostra a real necessidade de constante treinamento para melhor uso e aproveitamento do Sistema.

Pesquisas, relatórios de membros, dados pastorais e informações gerais das congregações ficam disponíveis aos que têm acesso ao ACMS, cabendo ao secretário(a) apenas, a responsabilidade de qualquer tipo de alteração nos dados da sua Igreja.

O organizador do encontro, pastor Luiznei Gambarelli que responde pela secretaria executiva da Associação Rio Sul, na região sul do estado do Rio de Janeiro, destacou que esta é uma função muito importante. Em sua mensagem de boas vindas ele citou: “o trabalho realizado por vocês é reconhecido pelo Céu” e continuou parabenizando o trabalho feito e o disse que deve continuar: “precisamos parar um pouco, avaliar, refletir e planejar para fazer melhor no próximo ano”.

Segundo Gambarelli, “para os secretários mais experientes, o ACMS é uma abertura para uma visão diferente de como a secretaria funciona de forma integrada para toda a Divisão Sul-Americana. Para os mais novos, precebemos uma visão muito otimista, pois eles percebem a organização da Igreja, com o acesso de todas as informações num único lugar”.

“Na Associação podemos acessar os dados das igrejas, até mesmo um pastor que esteja em outro país, pode ter acesso. Mas apenas o secretário da igreja tem a senha de acesso para alterar, o que torna esta função de extrema responsabilidade. Além da secretaria, o Sistema fornece dados da tesouraria das Igrejas, tudo interligado e de forma facilitada”, destaca Gambarelli.

Secretaria: uma função que envolve todas as faixas etárias

Patricia Sousa de Paula é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia no bairro Éden, em Nilópolis, e atuava há dois anos como secretária associada, mas há quatro meses assumiu a liderança do cargo, sendo a mais nova a ocupar esta função na ARS. Ela conta que a parte mais difícil foi a visitação que fez aos membros, para conferir dados e a situação cadastral. “Não tenho carro e precisava da presença do ancião e mais uma pessoa para me acompanhar. Encontramos em alguns casos, falecimento; em outros, mudança de denominação; mas a maioria dos que receberam a visita ficaram muito felizes”. Para ela a parte mais importante e emocionante do Encontro foi receber a medalha de ouro pelo trabalho feito. “Esse reconhecimento me faz querer fazer mais e melhor, fiquei muito feliz”, finaliza Patricia.

Maria Tereza ocupa a função há 40 anos.

Maria Tereza ocupa a função há 40 anos.

Maria Tereza Ribeiro Teixeira ocupa esta função há 40 anos, na IASD Parque Canaã, em Inhoíba, há 32 . Ela conta que quando os filhos eram pequenos era mais difícil dar conta de tudo, hoje é um pouco mais fácil. Ela acompanhou as mudanças e o início do uso do ACMS, que para ela, não foi difícil, pois também conta com a ajuda de uma das filhas. “Cuidar da secretaria é um privilégio e uma grande responsabilidade, pois lidamos também com a vida espiritual dos membros. Mas quando fazemos com amor e temos vontade de trabalhar, Deus abençoa tanto a nós como a Igreja”, comenta Maria.

Para algumas pessoas com mais experiência de vida, a maior dificuldade para trabalhar com o ACMS é o medo de errar e, em alguns casos, a falta de prática com o uso da informática. Patricia contou a experiência de quando precisou da ajuda do secretário de cadastro da Associação Rio Sul, Marcelo de Carvalho, pois ela excluiu seu nome do rol de membros e não conseguia acessar o Sistema. “Essas coisas, às vezes, acontecem, mas o Marcelo teve muita paciência comigo e conseguimos resolver. Na verdade, eu tive que incomodá-lo muitas vezes até fazer tudo certinho, mas ele sempre esteve disponível para ajudar”, relembra Patricia.

Esq. para dir.: Ronaldo Nunes, Simone Gambarelli, Ana Paula Almeida e Marcelo de Carvalho - parte da equipe de apoio no Encontro.

Esq. para dir.: Ronaldo Nunes, Simone Gambarelli, Ana Paula Almeida e Marcelo de Carvalho – parte da equipe de apoio no Encontro.

Objetivos alcançados: Espiritualidade, Capacitação, Rede de Relacionamentos, Valorização do Ser Humano e Padronização

O líder da secretaria executiva da Igreja Adventista para os estados de Minas, Rio e Espírito Santo, pastor Leonidas Guedes, relatou o que mais chamou sua atenção e o surpreendeu ao conversar em particular com muitos participantes. “Vi o interesse e a disposição destes voluntários em cuidar dos membros da Igreja, com seriedade e responsabilidade. Hoje temos na secretaria da Igreja Adventista na região sudeste do Brasil, 194.630 membros registrados. Porém muitos destes, não participam efetivamente nas reuniões semanais da Igreja. Cabe a nós levantarmos uma lista de quem são eles em seis categorias: ativos, afastados, ocasionais, doentes, idosos e desaparecidos e trabalhar, baseando-se nestas informações, para chegar ao máximo de membros ativos”, ressalta Guedes.

A abertura do Encontro na sexta foi com o pôr-do-sol ao ar livre no clima de temperatura amena de Penedo, onde os participantes ouviram a mensagem com o pastor Alexandre Lopes, tesoureiro da Associação Rio Sul.

Patrícia recebeu medalha de ouro e foi sorteada durante o Encontro, ao seu lado, pr. Luiznei Gambarelli.

Patrícia recebeu medalha de ouro e foi sorteada durante o Encontro, ao seu lado, pr. Luiznei Gambarelli.

Maykon Bravo, que responde pelo suporte técnico para a União Sudeste Brasileira (USeB), palestrou sobre o Sistema ACMS durante o Encontro. Durante suas palestras havia momentos dedicados especialmente para tirar dúvidas. “Mesmo quando alguém fazia uma pergunta parecida, ele tinha toda atenção e explicava detalhadamente”, relembra Patricia.

Num balanço sobre o Encontro, pastor Leonidas destaca que percebe melhor a realidade que vivem e passam secretárias e secretários locais. “Isso é fundamental para irmos na direção certa, conhecendo as tendências que determinam nosso trabalho na linha de frente”, e destaca a parceria que deve existir entre o pastor e estes membros: “Faço um apelo aos pastores e líderes das Igrejas locais: unam-se a estes voluntários, pois eles podem facilitar muito o dia a dia do ministério pastoral e da própria membresia. Digo sempre, as(os) secretárias(os) conhecem melhor quem são os membros da Igreja que os próprios pastores. Por isso, sejam amigos, companheiros e acerquem-se deles no cumprimento da missão”, finaliza.

[Equipe ASN, Fabiana Lopes, fotos de Ronaldo Nunes]