Notícias Adventistas

Encontro somente para meninas promove auto-conhecimento

Orientações práticas de vida cristã foram ensinadas às adolescentes do I Encontro de Princesas

Por Jeane Barboza 5 de maio de 2019
EncontroDePrincesas

Meninas participam de um encontro especial, somente para elas. (Foto: On Media 7)

Muitas meninas, desde crianças, estão acostumadas a ler contos infantis envolvendo garotas da realeza, e algumas delas, mesmo depois de crescidas, sentem vontade de tornarem-se protagonistas destas histórias. O I Encontro de Princesas realizado no Pará e Amapá, teve o intuito de conscientizar 800 meninas sobre sua importância na família real de Deus, e como o Rei Jesus deseja que seja o comportamento de princesas cristãs, enfatizando os cuidados que se deve tomar com o corpo através de escolhas sãs.

Leia mais:

EncontroDePrincesas

Professora Sônia Rigoli, em uma das palestras sobre o comportamento feminino. (Foto: On Media 7)

No auditório do Centro de treinamentos da Igreja Adventista, em Ananindeua, meninas de 12 a 20 passaram todo o sábado, 4 de maio, recebendo orientações e dicas para cultivar hábitos de saúde, beleza e comportamento adequado de filhas do Rei celestial. Conforme informações de uma das organizadoras do encontro, Elma Matos: “o objetivo do evento é abrir alguns assuntos relacionados a essa faixa etária que elas têm curiosidade de saber, como cuidar do corpo, higiene pessoal, relacionamento com o sexo oposto, relacionamento com os pais e o objetivo maior desse encontro é proporcionar oportunidade para as princesas de fazer um pacto especial com Jesus, serem princesas de Jesus”.

Durante a programação as garotas ouviram a teóloga Sônia Rigoli, que já realiza palestras para meninas desde o ano 2000, e garante: “tudo o que uma menina cristã precisa saber, nós estamos ensinando”.

EncontroDePrincesas3

Manuelle foi uma das participantes do evento, e viajou mais de nove horas, em um barco, para poder buscar orientações. (Foto: On Media 7)

Para a estudante Manuelle Silva, que mora em São Sebastião da Boa Vista (Ilha do Marajó) e viajou nove horas de barco para participar do evento, cada momento exaustivo da viagem valeu a pena, ao ter por recompensa um programa tão enriquecedor. “Aprender mais sobre Deus, aprimorar minha vida como uma mulher cristã e firmar meus princípios ajuda a combater o que a sociedade sugestiona a fazer. Então é maravilhoso entender que existem mais mulheres dispostas a lutarem pela mesma fé junto conosco”, exalta.

Confira as fotos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox