Notícias Adventistas

Encontro de líderes de Escola Sabatina reúne mais de 250 participantes

Projeto Maná foi um dos temas desenvolvidos no Encontro.

12 de setembro de 2014
Encontro ESabatina Rio Sul

Diretores e professores foram motivados a incentivar o estudo diário da lição da Escola Sabatina. (Fotos: Pedro Salibi)

Rio de Janeiro, RJ [ASN] O Encontro de líderes de Escola Sabatina da Associação Rio Sul aconteceu no dia 6 de setembro, na Igreja Adventista de Campo Grande. Cerca de 256 líderes entre professores, associados e diretores de Escola Sabatina estiveram presentes no Encontro.

A Escola Sabatina é uma agência ganhadora de pessoas para Cristo. Nela pessoas se reúnem em grupos de 8 a 10 pessoas para recapitular um assunto em comum, estudando durante a semana anterior ao culto de sábado. Este grupo é chamado de ‘classe’ e em cada igreja eles realizam atividades evangelísticas (cultos na casa de alguém, estudos bíblicos, duplas missionárias) e recreativas (almoços, lanches, passeios).

O Encontro contou com a participação dos pastores Edison Choque Fernandez que é líder de Escola Sabatina e Missão Global para os oito países da Divisão Sul-Americana e Paulo Godinho que é líder nos mesmos setores para os três estados da União Sudeste Brasileira (Rio, Minas e Espírito Santo). Também presentes estiveram diversos pastores da Associação Rio Sul com diretores e professores de Escola Sabatina das igrejas e o líder geral da Rio Sul, pastor Itamar Rodrigues.

O organizador do Encontro, pastor Eber Nunes, que é líder de Escola Sabatina e Ministério Pessoal na Rio Sul frizou a importância em capacitar os líderes das igrejas, bem como seus professores. “Quando cada líder é desafiado a fazer a Escola Sabatina ser um departamento ativo e dinâmico na igreja, eles aceitam e fazem acontecer. O Projeto Maná, por exemplo, foi um sucesso neste ano: cerca de 1.300 assinaturas e nosso sonho é alcançar cada membro com sua lição de Escola Sabatina: adultos, jovens, juvenis, primários e rol do berço”, comenta Nunes. E finaliza: “é possível ter a Escola Sabatina como um coração que bate forte na igreja”.

Pastor Edison Choque falou a respeito das 4 ênfases da Escola Sabatina, acompanhe sua entrevista:

Verônica Saudades é diretora de Escola Sabatina em Queimados. Ela frequentou a igreja por cerca de 15 anos e por causa do trabalho aos sábados postergava a decisão do batismo. Depois de tanto tempo, resolveu orar e pedir a Deus que a ajudasse a deixar o emprego. Ela pediu demissão e depois de 2 meses, a filha do ex-patrão chamou-a de volta, com o dobro do salário. “Para mim foi uma confirmação de que eu já deveria ter me batizado há mais tempo e uma surpresa pois, atualmente, nesta empresa, ninguém mais trabalha aos sábados”, relata Verônica.

Encontro ESabatina Rio Sul

Pastores: Edison Choque, Paulo Godinho e Eber Nunes.

Como diretora de Escola Sabatina em sua igreja Verônica sempre teve o desejo de fazer algo a mais para incentivar o estudo da lição. “Percebia que muitos não tinham a lição e por isso não a estudavam”, comenta ela. “Então resolvi fazer um multirão de assinaturas por minha conta e depois repassar os valores aos alunos e deu certo. O estudo diário que era de 20% passou para 40%. Foi uma bênção. Acredito que com organização e planejamento, podemos alcançar metas melhores e ajudar outras pessoas a estudar a Bíblia através da lição da Escola Sabatina”, finaliza.

[Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox