Notícias Adventistas

Encerramento da Missão Calebe 5.0 no PR é marcado por testemunhos e batismos

Mais de 1500 pessoas participaram do evento. A intenção é que no ano que vem, o número de Calebes na ASP dobre.

4 de fevereiro de 2015
Grupo veio diretamente de Aracaju, Sergipe, para participar da Missão Calebe em Curitiba.

Grupo veio diretamente de Aracaju, Sergipe, para participar da Missão Calebe em Curitiba.

Curitiba, PR… [ASN] O mês de janeiro foi sinônimo de muito trabalho e amor ao próximo para os jovens voluntários que participaram da Missão Calebe – projeto da Igreja Adventista do Sétimo Dia que desafia os participantes a dedicarem parte de suas férias para fazer o bem e levar o amor de Jesus às comunidades.

A iniciativa que surgiu no nordeste há cerca de nove anos, está em sua quinta edição no Sul do país, totalizando, neste ano, mais de 14 mil participantes no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No Sul do Paraná, a temporada iniciou-se no dia 17 de janeiro e foi finalizada no último sábado, dia 31 de janeiro, com um culto de celebração, na Igreja Central de Curitiba, pelas bênçãos recebidas durante esse período.

Aproximadamente 1.500 pessoas participaram do evento que contou com testemunho, premiação dos grupos que estiveram trabalhando nos 31 pontos de Calebe espalhados pela ASP, além de diversas pessoas se entregando a Jesus através do batismo.

Ser Calebe é entender o tempo em que se vive, é ser capaz de doar um pouco de si mesmo, doar do seu tempo, doar das suas férias para fazer a diferença para outros”, define o líder jovem do Sul do Paraná, pastor Samuel Camilo Jr.

Natália Reis, de 20 anos, sabe realmente o que significa ser Calebe. A jovem deixou o trabalho e o início das aulas do curso de Direito em Aracaju, Sergipe, para participar do projeto em Curitiba. Batizada há cinco meses, é a primeira vez que Natália doa suas férias em prol de uma causa maior. “Nós estamos aqui levando um abraço, levando  um sorriso e é isso que o Calebe faz.  Nós plantamos a semente, acolhemos as pessoas e levamos o amor de Jesus. Elas veem realmente que Jesus está ali”, conta a jovem que veio do Nordeste com mais quinze pessoas exclusivamente para a Missão Calebe.

A experiência foi tão marcante que a amizade e o amor ao trabalho ultrapassam o território paranaense. Natália revela que nas férias de julho, os Calebes de Curitiba, no ponto onde eles ficaram, irão até Sergipe para fazerem a Missão Calebe na Igreja Central de Aracaju, uma forma de trocar ideias.

Deixando sua marca

Raquel da Silva tem apenas 13 anos. Pertencente à outra denominação, a adolescente foi morar com o avô, que é adventista, após a morte de sua mãe. Mesmo sendo inscrita por ele para a Missão Calebe, Raquel relutava e estava decidida a não participar do projeto. Entretanto, no primeiro dia de trabalho já sentiu algo diferente.

Raquel realizou três estudos bíblicos sem nunca ter feito isso na vida. Ela sente que Deus e seus amigos a ajudaram.

Raquel realizou três estudos bíblicos sem nunca ter feito isso na vida. Ela sente que Deus e seus amigos a ajudaram.

Ao longo dos dias, a garota se envolvia cada vez mais. Em uma das ações, Raquel realizou visitas aos moradores, buscando levar uma palavra de conforto e esperança. Mesmo não sendo adventista, ela iniciou três estudos bíblicos com interessados. O conhecimento não era um obstáculo para não realizar os estudos.  “Quando eu estava fazendo as visitas, eu pensei: ‘Nossa, eu aqui batendo na casa das pessoas, sendo que até uns dias atrás eu não sabia da verdade da Bíblia.’ Eu orei a Deus na noite anterior, peguei o estudo bíblico que ganhei e através dos versículos Deus respondeu a minha oração”, descreve a jovem a respeito de seu nervosismo no primeiro estudo bíblico.

Depois de tantas experiências positivas durante o projeto, Raquel compreende a Missão Calebe de outra forma e garante que valeu a pena participar. “A Missão Calebe foi tudo na minha vida. Deus me usou de uma forma que eu nunca imaginei que seria usada”, comemora.

Para confirmar  sua decisão ao lado de Jesus e a transformação feita em sua vida, Raquel foi batizada no encerramento da Missão Calebe 5.0 e já está preparada para outras temporadas.

No evento, os participantes foram motivados a dedicarem suas férias na 6ª edição do projeto, que acontece em janeiro de 2016. O desafio é que mais de três mil Calebes no Sul do Paraná participem no próximo ano. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

Veja todas as fotos da celebração em nossa Facebook.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox