Notícias Adventistas

Desbravadores do norte gaúcho participam de Campori totalmente feito pelo Instagram

Os participantes do primeiro Instacamp foram 36 líderes de Clubes e 71 desbravadores, totalizando 107 pessoas conectadas no evento virtual.

Por Giovanni Manzolli 19 de junho de 2019

 

Segundo um levantamento da Viacom de 2017, brasileirinhos de 2 a 5 anos passam 50% mais tempo online do que quaisquer crianças do resto do planeta.

 

A internet é um dos meios de comunicação favoritos de crianças, adolescentes e jovens, no Brasil e no mundo. Além de encontrarem uma vasta gama de entretenimentos é por meio das redes sociais que eles se relacionam.

Segundo um levantamento da Viacom de 2017, brasileirinhos de 2 a 5 anos passam 50% mais tempo online do que quaisquer crianças do resto do planeta. Dados do Comitê Gestor de Internet (CGI) do Brasil, mostram que em 2016, 25 milhões de crianças, de 9 a 17 anos, tiveram acesso a internet. 90% usaram o celular e 70% disseram navegar mais de uma vez ao dia.

Numa infância tão digitalizada parece difícil imaginar que as crianças tirem os olhos das telas dos dispositivos móveis para realizar atividades ao ar livre, como acampar, por exemplo.

Na contramão desta expectativa, Clubes de Desbravadores – ministério da Igreja Adventista direcionado a crianças de 10 a 15 anos – realizam até hoje os tradicionais Camporis. Estes são grandes acampamentos organizados periódica e regionalmente. Em janeiro deste ano ocorreu o V Campori Sul-Americano, onde 100 mil pessoas, de vários continentes como África, Ásia e da própria América do Sul, se encontraram no Brasil para várias competições e atividades evangelísticas e de comunhão com Deus, no Parque do Peão, na cidade de Barretos (SP). Existem ainda eventos de Desbravadores com menor proporção do que este último, em todos os cantos do mundo, em diferentes épocas do ano.

Leia também 

Capelães de Desbravadores e Aventureiros participam de curso no campus do IACS

 

Mas, por que não levar tudo isso para o ambiente onde os pequenos têm se sentido mais confortáveis hoje em dia? Foi pensando nisso que líderes de Desbravadores da cidade de Novo Hamburgo (RS), organizaram a primeira edição do Instacamp, um Campori totalmente feito pelo Instagram com o tema Conectados em Cristo, que ocorreu de 14 a 16 de junho. Durante os três dias, em horários previamente definidos, foram realizadas transmissões de vídeo ao vivo, pela ferramenta Stories da rede social.

Para que os adolescentes e crianças estivessem atentos todo o tempo, o conteúdo das Lives era breve, para não cansar ninguém. Os líderes lançavam desafios para os participantes cumprirem entre os encontros virtuais, como arrecadação de alimentos não perecíveis para serem doados às famílias carentes atendidas pelas comunidades adventistas no território. Os jovens internautas também foram estimulados a serem boas influências online. Algumas das metas pediam que tirassem fotos enquanto praticavam tarefas evangelísticas como orar junto a vizinhos não cristãos ou até gravar vídeos convidando amigos para fazerem parte do clube.

“Considerando a realidade atual, em que os meninos e meninas já estão conectados (com as redes sociais), procuramos fazer algo diferente: o Instacamp, um Campori totalmente feito pelo Instagram”, diz Igor Machado (a frente na foto), responsável pelos clubes de Desbravadores da região e um dos organizadores do Instacamp.

Foi montado um cenário (na foto acima) exclusivo para as Lives.

Houve ainda interação constante nas transmissões, convidados especiais que deram instruções aos jovens e até fantoches que apresentaram um concurso de perguntas bíblicas, além de momentos de comunhão com Deus. Uma equipe composta por 5 líderes regionais coordenou toda a programação. Os participantes do primeiro Instacamp foram 36 líderes de Clubes e 71 desbravadores, totalizando 107 pessoas conectadas no evento virtual.

Igor Machado, responsável pelos clubes de Desbravadores da região e um dos organizadores do Instacamp, conta que o objetivo do evento foi o de promover conteúdos no local onde os mais novos buscam entretenimento no seu dia a dia. “Considerando a realidade atual, em que os meninos e meninas já estão conectados (com as redes sociais), procuramos fazer algo diferente: o Instacamp, um Campori totalmente feito pelo Instagram”, diz.

Os Clubes se reuniram em suas sedes ou locais pré-determinados para acompanhar as transmissões ao vivo e fazer os desafios.

Para a desbravadora Stefanie Caroline, 11, do Clube Gideões da Colina, a união que viu entre seus amigos para cumprir todas as tarefas foi excepcional. “Foi bem marcante ver a união que a gente teve. Todo mundo estava pesquisando as respostas das perguntas na Bíblia, todos se ajudaram. A parte que eu mais gostei foi quando a gente pediu alimento para doarmos às pessoas necessitadas”, conta.

Para os organizadores o primeiro Instacamp superou as expectativas. “Estar conectados em redes sociais é uma realidade para as crianças, por isso desejamos que todos os desbravadores estejam principalmente conectados em Cristo”, concluiu Igor. O plano é que haja uma segunda edição desta comoção virtual no próximo ano. A data ainda não definida.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox