Notícias Adventistas

Curso orienta voluntários para visitação hospitalar

“Nós estamos passando para eles algumas técnicas de comportamento hospitalar, técnicas de atendimento ao paciente. Também como devemos nos portar diante da doença”, disse o capelão.

20 de abril de 2016
O curso aconteceu no auditório da Associação Paulistana, e reuniu dezenas de pessoas.

O curso aconteceu no auditório da Associação Paulistana, e reuniu dezenas de pessoas.

São Paulo, SP… [ASN] Você já ficou internado em algum hospital, ou já teve algum familiar, amigo próximo ou alguém especial nessa situação? Se você já passou por essa situação, com certeza, deve lembrar que não foram dias fáceis. Se você fizer uma rápida pesquisa, vai notar que o hospital é um dos lugares que mais incomodam as pessoas.

Mas, infelizmente estamos sujeitos a passar por um situação dessa. E nessa hora de dificuldade, toda ajuda, palavra de conforto, abraço, e até mesmo um simples sorriso, pode fazer uma diferença enorme.

Foi pensando nisso, que o Ministério da Ação Solidária Adventista (ASA), da sede regional da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região central de São Paulo – Associação Paulistana – promoveu um curso de visitação hospitalar. O objetivo é orientar as pessoas, para que elas saibam alguns pontos importantes no momento de se fazer uma visita missionária.

Apesar da disposição e boa vontade de ajudar o próximo, é preciso ter conhecimento que esse é um momento tenso, e qualquer vacilo pode em vez de ajudar, piorar. Por isso, o curso é feito por profissionais da saúde ou pessoas que vivem intensamente a rotina de um hospital.

Um exemplo, é o pastor Walter Tamandaré, capelão do Hospital Adventista de São Paulo. “Nós estamos passando para eles algumas técnicas de comportamento hospitalar, técnicas de atendimento ao paciente. Também como devemos nos portar diante da doença”, disse o capelão.

A técnica de enfermagem, Eliana Setubal, foi uma das participantes do curso. Ela disse que orou muito para que por meio do seus conhecimentos profissionais, ela pudesse levar a mensagem de salvação e esperança. “Através da minha profissão, eu posso passar uma palavra de conforto para os nossos pacientes”, disse Eliana. [Equipe ASN, Augusto Cavalcanti]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox