Notícias Adventistas

Crianças e juvenis se envolvem na missão da Igreja

17 de setembro de 2014
Raquel tem 10 anos e desde os cinco tem contribuído com seus dons e talentos para falar de Jesus

Raquel tem 10 anos e desde os cinco tem contribuído com seus dons e talentos para falar de Jesus

Eles gostam de brincar, mas quando o assunto é Jesus eles não brincam e mesmo pequenos entendem como “adultos” que possuem uma missão e uma tarefa. Seja cantando, visitando um amiguinho, orando, ou mesmo assumindo a responsabilidade pela mensagem em algum momento na igreja, eles querem mesmo é aproveitar cada oportunidade para falar do amor de Jesus. É para essas crianças e juvenis que o projeto Grande Como Davi, tem sido realizado. O mesmo, visa o desenvolvimento dos talentos e dons segundo o interesse de cada um. Coordenado pelo Ministério da Criança da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Grande Salvador, no dia 14 de setembro, o encontro reuniu mais de 300 participantes.

Atentos a todas as instruções e dicas eles participaram ativamente do programa, que também contou com testemunhos, como o da pequena Raquel Goes Palmeira, que desde os cinco anos tem se dedicado ao ministério do louvor e pregação. Hoje com 10 anos, Raquel, cativa o público com os louvores que canta e também com as reflexões que faz. Sem timidez ela foi a responsável pela mensagem principal do evento. Contando sempre com o apoio dos pais, ela tem uma agenda e seguidamente visita igrejas em Salvador e região para cantar e pregar. Para ela, a experiência tem sido muito boa, pois percebe que Deus a fortalece, não apenas para falar para às pessoas, mas em sua vida pessoal também.

Separar um tempo para a comunhão com Deus, buscar a Ele em oração e pedir a orientação Dele sobre qual tema deve falar, são detalhes que ela não abre mão. “Preciso sentir a presença Dele em minha vida para poder falar à outras pessoas”, explica Raquel. A pequena, também enfatiza: “Nós crianças também temos capacidade e podemos contribuir para a obra de Deus e Ele conta conosco”.

A desenvoltura e habilidade dos pequenos, depende muito do apoio e incentivo dos pais. Iris, mãe de Raquel, comenta que em casa o papel dos pais é fundamental. “Proporcionamos a ela toda a ajuda e segurança para que execute com êxito cada pregação e cada louvor para a honra e glória de Deus”, afirma. [Ionara Wichinheski – Salvador/BA]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox