Notícias Adventistas

Convenção reúne mais de 600 líderes jovens para o planejamento anual

A Convenção Jovem acontece anualmente e possibilita que o trabalho nas linhas de frente do Ministério Jovem aconteça de maneira organizada.

8 de março de 2016

Presidente Médice, RO … [ASN] “A convenção é o passo inicial para que eu consiga atender minha igreja na liderança jovem. Temos muitos planos para este ano, e as ideias vindas deste programa contribuirão muito”, conta Danielly Santos, líder de jovens em Cacoal-RO.

O fogo do conselho reuniu todos os líderes na noite de sábado

Diversas oficinas com temas específicos para cada frente de trabalho aconteceu durante a convenção.

A Convenção Jovem da Igreja Adventista no Sul de Rondônia, aconteceu dos dias 4 a 6, no Centro Adventista de Treinamento, CATRE-Médice, e reuniu mais de 600 líderes das frentes de trabalho do Ministério Jovem: Música, Sonoplastia, Jovem, Desbravador e Aventureiro. Para cada segmento houve uma atividade específica com o objetivo de ensinar na prática assuntos pertinentes ao trabalho.
Linda Rabelo é coordenadora de jovens pela primeira primeira vez no distrito central de Ji-Paraná. Ela conta que “o programa foi motivador e deu base para planejar as atividades em minha região”, e conclui, “mesmo nova na função, pude perceber como Deus poderá me usar para este trabalho”.
Durante o evento um coral foi organizado e, de acordo com o maestro Pablo Sanches, “um coral é o primeiro passo para que a música na igreja local aconteça, pois, é dali que será possível extrair grupos, quartetos, solos, enfim, é a base para tudo”.

Pastor Lélis Souza dirigiu o momento do "fogo do conselho".

Pastor Lélis Souza dirigiu o momento do “fogo do conselho”.

Palestras voltadas as redes sociais, prevenção a abusos sexuais, dentre outras, também aconteceram na ocasião. Diversos convidados, dentre eles o líder de jovens para a região noroeste do Brasil, Lélis Souza, este presente na ocasião.
O líder de jovens da Associação Sul de Rondônia, pastor Anderson Andrade, conta porque é fundamental esta convenção. “Não seria possível treinar cada um de maneira individual, e isto explica porque é bastante importante a participação de cada líder. Este ano, além das atividades referentes a todas as frentes, teremos um Aventuri e um Campori, portanto, isto exige organização e comprometimento, o que foi visível na liderança”, explica Andrade. [Equipe ASN, Tatiane Lopes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox