Notícias Adventistas

Encontro reúne 700 mulheres no Rio de Janeiro

Convenção do Ministério da Mulher incentivou a união feminina e o trabalho social na comunidade.

15 de março de 2016

Nem a chuva que alagou praticamente o bairro inteiro da Tijuca, no Rio de Janeiro, no último sábado, foi suficiente para desanimar as mulheres da Igreja Adventista da região. No domingo de manhã, às 9h, setecentas participantes se reuniam nesse bairro para a Convenção do Ministério da Mulher. O encontro aconteceu na IASD Central do Rio e durou até as 17h.

MINISTÉRIO DA MULHER

Setecentas mulheres se reúnem na IASD Central do Rio para a Convenção do Ministério da Mulher.

No evento que tinha como título “Ao Olhar para a Cruz”, as mulheres foram estimuladas a unir forças entre si e usar seus talentos no trabalho na igreja e em sua comunidade. Elas ouviram palestras, participaram de dinâmicas e de momentos de reflexão. A maioria delas nunca havia se encontrado. Mesmo assim, o que se viram foram cenas de confraternização e interação profunda entre as participantes como se fossem grandes conhecidas umas das outras. “Enquanto nós estivermos unidas vamos poder trabalhar melhor para a glória de Deus”, disse Sheila Veira da Silva, uma das participantes.

O evento foi aberto também a mulheres não adventistas, que receberam uma homenagem especial e um livro de presente. Também foram sorteados livros e descontos especiais de 25% para a viagem do Congresso do Ministério da Mulher, que acontecerá em agosto. “Foi um evento maravilhoso e mal posso esperar pela viagem, que será ainda melhor”, alega ansiosa a participante Niane Nascimento.

Mas o momento de maior comoção foi durante a apresentação do Ministério das Prisões, que trouxe a história de famílias de detentos auxiliadas. O Ministério das Prisões atua desde 2014 com os internos do presídio infantil Degase, no Rio de Janeiro, e também com suas famílias, dando o apoio espiritual necessário para enfrentar as difíceis consequências do encarceramento.

IMG_4502

Em momento de reflexão espiritual, mulheres se unem em compromisso de unir forças entre si e com Deus.

A responsável pelo grupo, Valéria Marques, falou da gratificação de fazer parte desse trabalho tão desafiador, e da necessidade de maior envolvimento das mulheres: “a mulher tem um diferencial, um afeto de amiga, de mãe, de irmã, que faz muita diferença na vida das famílias. Como trabalhamos principalmente com menores e mulheres encarceradas, o envolvimento feminino é fundamental”.

A jovem Noeme Evangelista da Cruz, de 15 anos, foi uma das acolhidas pelo Ministério das Prisões e deu seu testemunho na Convenção. Enquanto seu irmão mais novo recebia visitas dentro da unidade prisional, ela e sua família eram visitadas em casa: “minha irmã e eu agora somos batizadas e vamos ser desbravadoras; minha mãe está recebendo estudos bíblicos e muita coisa melhorou na nossa vida com isso”. Ela também defende o envolvimento das mulheres: “além de mulheres elas são mães, vão entender como é ter um filho preso”.

A Convenção do Ministério da Mulher desse domingo foi uma iniciativa do departamento da Associação Rio de Janeiro (ARJ), e a responsável fala sobre a importância desses eventos no crescimento espiritual das mulheres: “quando elas entram em uma reunião dessa cheia de mulheres elas ficam encantadas e isso abre o coração para o trabalho espiritual”, afirma Eliete do Carmo, departamental da ARJ.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox