Notícias Adventistas

Congresso reúne mais de 850 mulheres

As mulheres da Igreja Adventista no Sul do Paraná participaram de um congresso que envolveu tanto áreas pessoais como áreas missionárias

12 de agosto de 2014
A Igreja Adventista no Sul do Paraná é representada em maior número pelo sexo feminino

A Igreja Adventista no Sul do Paraná é representada em maior número pelo sexo feminino

Curitiba, PR… [ASN] Envolvidas em diversas atividades e tendo um papel importante na igreja, mais de 850 mulheres no Sul do Paraná se reuniram no último sábado, 2 de agosto, no auditório Nepomuceno de Abreu, em Curitiba, para participarem de um congresso feito especialmente para elas, com o intuito de beneficiá-las tanto na área pessoal como espiritual.

“A importância desse congresso é a valorização do trabalho que essas mulheres realizam na igreja, tanto quanto o trabalho dos homens, já que nós somos maiores em números do que eles”, conta a líder do Ministério da Mulher, Keila Marques.

Os momentos passados ali foram de oração, louvor, entrega e palestras. Entre tantas mulheres estava o professor José Airton Ramos que trabalha há mais de 37 anos com terapia familiar. Na ocasião, ele abordou sobre o bem estar próprio da mulher, como manter uma boa relação com a família e com a igreja, utilizando sua feminilidade de forma positiva.

“O homem foi feito, Deus percebeu que não era bom que ele ficasse só e de imediato fez uma companheira idônea. Nós, homens, precisamos a cada dia valorizá-las”, declara o professor. Entre diversas tarefas que a mulher desempenha em seu dia a dia, o seu papel na missão é muito importante. Motivos

Além de orientações pessoais, as participantes foram incentivadas a cumprir a missão

Além de orientações pessoais, as participantes foram incentivadas a cumprir a missão

para desenvolver essa área não faltam, porém a líder do Ministério da Mulher no Sul do Brasil destaca dois aspectos principais. “Em primeiro lugar, ela é uma filha de Deus. O Senhor depositou nela capacidade e dons especiais que precisam ser desenvolvidos. Outro aspecto que eu vejo, é que a mulher tem um poder de influência muito grande. Ela tem uma capacidade de empatia, de simpatia, de amar, o que é fundamental para que se chegue no coração das pessoas”, argumenta.

A ala feminina é representada em peso no território da Associação Sul Paranaense. De 19.300 membros nessa região, 56,7% da igreja é composta de mulheres.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox