Notícias Adventistas

Concílio orienta pastores para trabalho ministerial em 2021

Evento destacou senso de urgência por causa da Volta de Jesus

Por Daniel Gonçalves 8 de fevereiro de 2021

Corpo ministerial da Associação Catarinense formado por 63 pessoas

Aconteceu na última semana mais um concílio ministerial da Associação Catarinense – AC (Igreja Adventista do Sétimo Dia no centro sul de Santa Catarina). Foram três dias (2 a 4 de fevereiro) de palestras teológicas para direcionar os trabalhos nos distritos neste ano de 2021. Todo o corpo ministerial do campo esteve presente, totalizando 63 participantes. Esse é um encontro tradicional e realizado todo o início do ano, que visa dar um suporte completo por parte da administração do campo.

“O concílio ministerial do início de cada ano é algo muito esperado pelos pastores. Nele a administração do campo procura motivar, inspirar, desafiar e equipar o pastor para as ações missionárias do ano à frente”, explica o pastor Francisco Fonseca, líder da área ministerial da Associação Catarinense. O tema Até que Ele Volte, relembrou o tempo de urgência e de missão que vivemos. “Estamos no tempo do fim. Jesus está voltando. Precisamos trabalhar e alertar nossas comunidades para isso e preparar o máximo de pessoas possíveis para o retorno do nosso Salvador”, acrescenta o pastor Apolo Abrascio, Presidente – AC.

A agenda de cada departamento foi repassada e convidados especiais trouxeram conteúdo teológico para os pastores presentes. O pastor Michelson Borges, por exemplo, falou sobre a cosmovisão e o marxismo cultural. Já o pastor Marcelo Cardoso, ressaltou a importância do discipulado na vida do membro da igreja. Da Divisão Sul-Americana, o pastor Herbert Boger, esteve também palestrando. e da União Sul Brasileira, o pastor Marlinton Lopes ressaltou o Cada um Salvando Um.

O evento ainda contou com um orador para todos os dias, que foi o pastor Harry Streithorst, da União Sul Brasileira, destacando a mordomia na igreja. “A Igreja tem apenas uma missão: fazer discípulos. Este deve ser, não apenas o principal, mas único foco da igreja e do pastor. Relembramos também que a verdadeira missão, dada por Jesus, tem duas ênfases, a proclamação evangelística e a obediência (ensinado a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado), sendo este o objetivo final da nossa missão: Fazer discípulos”, comenta o pastor Harry.

“O concilio ministerial realizado esse final de semana no catre foi inspirador! O foco no discipulado foi trabalho de forma inteligente, intencional e até lúdica! Sai de lá motivado a avançar na missão até que ele volte”, conclui o pastor Dyotagnan Maia, do distrito do Parque Lisboa (Palhoça).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox