Notícias Adventistas

Concílio ministerial abre atividades de 2021 com foco na missão da igreja no Mato Grosso do Sul

Segundo a líder do Ministério da Mulher, professora Soraya Vital, encontros para capacitação de liderança feminina e atividades que proporcionem o engajamento das mulheres no cumprimento da missão de ir e fazer discípulos(as) serão parte importante do calendário da associação durante o ano

Por Rebeca Silvestrin 25 de janeiro de 2021

Entre os dias 19 e 21 de janeiro aconteceu o primeiro concílio ministerial de 2021. Com o tema “Colhendo os frutos” o programa aconteceu no Colégio Adventista unidade Jardim dos Estados (CAJE) e reuniu os 58 pastores de todo o Mato Grosso do Sul, líderes das 265 igrejas e grupos adventistas do Estado, além dos capelães das escolas e do Hospital Adventista do Pênfigo (HAP).

Os sete novos pastores que chegam para integrar o time da ASM foram oficialmente apresentados durante o concílio.

Segundo a administração, durante os três dias de evento, entre os assuntos abordados estavam a busca diária pelo batismo e plenitude do Espírito Santo e também a formação de liderança e missão. De acordo com o presidente da Igreja Adventista no campo, pastor Fernando Rios, o comprometimento com o trabalho ministerial nesse território foi outro assunto amplamente reforçado durante o encontro. “Para o ano de 2021 esperamos pastores comprometidos com a missão da igreja, homens cheios do Espírito Santo, que trabalham para levantar uma geração missionária que esteja em pé na volta de Jesus”, ressalta.

Ainda durante a programação os sete novos pastores que chegam para integrar o time da Associação Sul-Mato-Grossense foram apresentados aos colegas. Além deles, duas novas líderes de departamentos da ASM foram oficialmente apresentadas: Soraya Vital, líder dos ministérios da Mulher e da Criança e do Adolescente e Fátima Rios, líder da AFAM.

Há alguns anos Soraya liderou os departamentos que reassume agora e falou sobre o sentimento de estar de volta e quais expetativas tem para o novo ano de trabalho. “É, sem dúvida, o atendimento a um claro chamado de Deus. Por isso, tenho certeza que Sua direção permanecerá à frente dos planos traçados e dos desafios que temos enfrentado nesses tempos pandêmicos. A igreja é DEle! A partir do propósito de erguer uma Geração Missionária para cumprir a missão final de pregação do evangelho, 2021 é o ano em que daremos ênfase especial à mulher adventista e sua fundamental contribuição para edificação da igreja de Cristo. O que faremos? Buscaremos mais o reavivamento, o batismo do Espírito Santo, com incentivos à oração e ao estudo da Palavra. Afinal, quem somos nós sem o poder do alto?”, reflete.

à esquerda, Fátima Rios (líder da AFAM) e à direita a professora Soraya Vital (líder dos ministérios da Mulher, da Criança e do Adolescente).

Ainda segundo a líder, encontros para capacitação de liderança feminina e atividades que proporcionem o engajamento das mulheres no cumprimento da missão de ir e fazer discípulos(as) serão parte importante do calendário da associação. “Esse mesmo propósito fundamenta o planejamento dos outros ministérios – a formação de uma Geração Missionária -, por isso em 2021, especificamente, as ações serão em prol do fortalecimento da identidade do Ministério do Adolescente e do desenvolvimento da liderança do Ministério da Criança, com empreendimentos para conscientização da fundamental participação dos pais nesses ministérios”, pontua.

Durante o programa aconteceu a cerimônia de jubilação do pastor Adoniran Ruis, depois de 37 anos de serviço no Mato Grosso do Sul.

Outro momento importante do concílio foi a cerimônia de jubilação do pastor Adoniran Ruis, depois de quase quatro décadas de serviço no Mato Grosso do Sul. “Foram 37 anos cheios de trabalho com dedicação total em servir a Deus. Aqui nesse Estado trabalhei durante toda a minha vida, juntamente com a minha família.

Completei meu tempo de ministério, mas a missão continua, pois quero ver Jesus voltar”, conclui.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox