Notícias Adventistas

Eventos

Concílio de pastores fortalece a cosmovisão adventista

Encontro de pastores acontece anualmente para traçar ações e alinhar as metas a serem alcançadas


  • Compartilhar:

Os pastores da Associação Mineira Central (AMC) participaram do Concílio Ministerial de Educação Continuada que abordou a temática “O avanço das ideologias e a cosmovisão adventista”. O encontro foi realizado entre 14 e 16 de agosto e contou com a presença dos pastores distritais, administradores, departamentais e capelães de escola. 

Evento aconteceu na capela do Catre. (Foto: Flávio Souza)

O Concílio de Educação Continuada acontece anualmente, geralmente no mês de agosto, e seu objetivo é fortalecer o planejamento das atividades da Igreja, alinhar o foco e celebrar as bênçãos recebidas no primeiro semestre de trabalho.

“A Associação Ministerial, além de oferecer assistência aos pastores e suas respectivas famílias, também investe no seu aperfeiçoamento intelectual, buscando habilitar os pastores a melhor exercerem o ministério. Tendo em vista este aperfeiçoamento, anualmente é realizado um Concílio de Educação Continuada”, explica o pastor ministerial da AMC, Cláudio Hirle. 

Em 2022, os pastores receberam como palestrante o Pr. Édson de Oliveira Pinto. Ele palestrou sobre o avanço das ideologias e a importância de fortalecer a cosmovisão adventista nas igrejas. “Escolhemos esse tema por ser atual e muito necessário para o atual momento que vivemos”, pontua o pastor Hirle. 

O palestrante abordou várias ideologias e como as mesmas têm causado uma confusão em relação aos posicionamentos dos líderes. Para o pastor distrital, Gilvan Ribeiro, as instruções dadas foram relevantes para o seu trabalho na prática e que a conscientização sobre o tema é necessária.  “Acho que a temática do concílio foi muito pertinente, pois buscou conscientizar nós pastores para a necessidade de estarmos preparados no que diz respeito aos avanços das ideologias e a cosmovisão adventista”, opina. 

“Dentre outras coisas, ficou claro que, em nosso ministério não somos chamados para defender partidos políticos, mas para defender os princípios da Palavra de Deus. Nosso posicionamento diante dessa polarização atual deve ser com base na cosmovisão adventistas que tem como fundamento e princípio de vida as verdades reveladas na Bíblia”, conclui sua opinião. 

Durante o concílio também foram abordadas instruções de como o pastor deve se posicionar e auxiliar os seus liderados no que tange às doenças psicossomáticas e questões comportamentais.