Notícias Adventistas

Concílio administrativo reúne anciãos, tesoureiros e diretores de Mordomia Cristã

Durante o concílio foram abordados temas sobre fidelidade e liderança. A programação contou também com palestra sobre inclusão e acessibilidade.

Por Mayra Marques 25 de março de 2019

Concílio administrativo promove interação e discussão entre os participantes sobre os temas da apostila “Os Valores do Templo, Finanças para Igreja”. (Foto: Mayra Marques)

Cerca de 600 líderes participaram de um concílio administrativo nesse final de semana. O evento foi organizado para anciãos, tesoureiros e diretores de Mordomia Cristã das igrejas e dos grupos adventistas do território da Associação Mineira Sul (AMS), sede administrativa da Igreja para a zona da mata e o sul de Minas Gerais. No sábado, 23, o concílio aconteceu em Juiz de Fora, para a liderança da zona da mata, e no domingo, 24, em Varginha, para os líderes do sul de Minas.

A liderança administrativa da AMS – composta pelos pastores Gustavo de Sá, presidente; Everson Ferreira, secretário executivo e diretor de Mordomia Cristã; e Wesley Oliveira, tesoureiro – promoveu esse evento, que ocorre anualmente com o objetivo de instruir os líderes das congregações locais sobre como melhor servir a Deus por meio dos ministérios que eles dirigem. “Foi muito bom promover a fidelidade a Deus nessas três áreas, porque são ministérios de liderança”, comenta o pastor Gustavo de Sá. “E o objetivo foi motivar, ensinar e capacitar esses líderes, para que eles levem esse mesmo sentimento de fidelidade e aprendizado às igrejas locais. É muito importante ter uma igreja cada vez mais fiel”, pontua.

O concílio contou também com a participação da União Sudeste Brasileira (USeB), sede administrativa da Igreja para os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, representada pelos pastores Maurício Lima, presidente, que pregou sobre dízimos e ofertas, instruindo os líderes sobre a verdadeira adoração e fidelidade por meio desses recursos; e Jabson Magalhães, tesoureiro, que conduziu a reflexão bíblica inicial do concílio administrativo.

A programação foi intercalada por seminários, mensagem musical, com o quarteto Fathus (em Juiz de Fora) e trio Art In Louvor (em Varginha), palestra e sorteios. O pastor César Guandalini, líder de Mordomia Cristã na União Central Brasileira (UCB), ministrou os seminários sobre liderança e finanças para a igreja, por meio de uma apostila – Os Valores do Templo, Finanças Para Igreja – elaborada por ele mesmo. Guandalini relembrou e explicou os valores do templo, registrados na Bíblia no Antigo Testamento, e fez reflexões sobre como os líderes podem, nos dias de hoje, desenvolver suas atividades na igreja de maneira eficiente e adorável a Deus.

Durante o evento, os participantes respondiam a perguntas da apostila e interagiam entre eles sobre os assuntos das lições disponíveis nesse material. “Esses treinamentos são muito enriquecedores para a liderança da igreja. É muito bom ouvir sobre fidelidade nesse tipo de treinamento. Aliás, como vou pregar sobre esse assunto em minha igreja se eu também não for fiel a Deus? Então, sem dúvida, abordar esse tipo de assunto com os líderes é extremamente necessário”, afirma o primeiro ancião Wander Luiz de Oliveira Pires, da igreja adventista de Bicas, localizada na zona da mata mineira. “Para mim e minha família, a programação foi excelente, com tudo muito bem apontado e ensinado sobre fidelidade a Deus”, elogia Márcia, diretora e tesoureira do grupo adventista de Vila Campanha, do distrito de Guaxupé, localizado no sul de Minas.

Ao final da programação, cada líder que participou do concílio recebeu a versão atual do livro Nisto Cremos, que apresenta as crenças básicas dos adventistas do sétimo dia.

Palestra sobre inclusão e acessibilidade

Pela primeira vez em um concílio administrativo da AMS foi abordado o assunto de inclusão e acessibilidade. A pedagoga Juliana Santos, que tem deficiência visual, ministrou a palestra. Ela é esposa do pastor Michael Figueroa, responsável pelo distrito de Três Corações, no sul de Minas Gerais. Além de esposa e mãe, Juliana é licenciada em Música, estudante de jornalismo, escritora, palestrante e empreendedora digital.

Em sua palestra, a pedagoga falou sobre a importância de as igrejas e os grupos adventistas se dedicarem ao desenvolvimento de projetos e estrutura acessíveis para receber e atender pessoas com deficiência física nas congregações. E lembra: “O evangelho é para todos, sem exceção. Precisamos estar preparados para receber pessoas com necessidades especiais em nossas igrejas.” Para Juliana, foi um privilégio falar sobre esse assunto para centenas de líderes de igreja. “É uma alegria servir a Deus através dos Ministérios Especiais. Que Deus continue abençoando a administração da AMS, que abriu as portas para a inclusão e acessibilidade”, diz.

Confira na galeria de fotos abaixo algumas imagens do concílio administrativo realizado em Juiz de Fora e Varginha:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox