Notícias Adventistas

Imprensa destaca acampamento online do Clube de Desbravadores

Evento que atraiu a atenção da imprensa e destacou o trabalho dos Desbravadores

Por Samuel Nunes 26 de abril de 2021

As orientações aos participantes foram passadas por meio de um aplicativo de vídeo-chamada.
(Foto: Arquivo Família)

O Clube de Desbravadores é formado por meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor, religião. Existem oficialmente desde 1950, como um programa oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.  E mesmo com a pandemia, os Desbravadores não tem deixado de realizar suas atividades.

No norte e noroeste de MG são vários os clubes, e um deles, decidiu inovar. Como forma de buscar uma alternativa para sair da rotina, o Clube Muralha da igreja adventista do bairro Jaraguá 2, em Montes Claros, realizou um acampamento online. As orientações aos participantes foram passadas por meio de um aplicativo de vídeo-chamada. A realização do acampamento faz parte de umas das especialidades que o desbravador participa.

O evento foi destaque nos sites do Jornal O Norte de Minas e Rádio Educadora, na edição impressa do Jornal Gazeta Norte Mineira, nos portais de notícias: VINTV, Revista Tempo e no Portal Amirt- Associação Mineira de Rádio e Televisao.

Apoio importante

Pastor Sérgio Siqueira, líder de Desbravadores para o norte e noroeste de MG, avalia como importante apoio da impressa local para as muitas ações que o clube tem realizado no decorrer desse período. Salienta que o serviço da imprensa é imprescindível para a sociedade, e no tocante aos Desbravadores, tem sido uma força de promoção das boas ideias e ações realizadas, além de ser uma motivação para os líderes continuarem ativos e desejarem fazer ainda mais.

“Ao verem suas ações ganhando destaque na imprensa, vem a certeza de estar multiplicando boas ideias e mostra de fato a relevância do trabalho e o reconhecimento da sociedade”, sintetiza.

Desafiador 

Sergio lembra que é desafiador para o Clube de Desbravadores, acostumados com atividades ao ar livre, acampamentos, desfiles, trilhas, ordem unida e ações sociais a continuar com as atividades, agora de modo diferente, por isso, precisaram se reinventar frente a pandemia do novo coronavírus.

Desbravadores em família com momentos de aprendizagem e descontração para quebrar a rotina do isolamento social.
( Foto: Arquivo Família)

“Sem poder realizar atividades presenciais e para diminuir o impacto negativo desse cenário, foi necessário usar ainda mais a criatividade para promover ações visando manter a unidade e a motivação dos meninos. Diante das muitas ideias criativas que surgiram no campo virtual; destaca-se atividades de interação dentro de casa envolvendo os pais e demais familiares, promoção de atividades físicas para evitar o sedentarismo e manter o estilo de vida saudável promovido pelo clube”, relata o pastor.

Encurtar distância

O acampamento online permitiu amenizar e encurtar a distância que a pandemia trouxe. Sarah Ferreira de Jesus, idealizadora do acampamento e diretora do Clube Muralha, explica que percebe-se a carência de afeto e de relacionamentos entre os adolescentes, e muitas vezes desenvolvem por exemplo, tristeza, tudo isso, provocado pela pandemia, onde há o distanciamento social.

A diretora do Clube Muralha acrescenta ainda que a ideia do acampamento foi incentivar a interação com mais atividades em família, promovendo assim, mais tempo de qualidade no círculo familiar.

“O objetivo é menos redes sociais e mais tempo de qualidade com a família. Isso fortalece os laços e mostra que temos várias opções de deixar esse isolamento menos doloroso”, frisa Sarah.

Inovação em casa  

Do quintal da casa de Sara Ferreira Fraga Sobral, as crianças Maria Eduarda, Vitor Emanuel e Clara Sophia, participaram de todas as atividades do acampamento. Para ela a iniciativa foi muito importante, principalmente nesse momento tão delicado que o mundo passa.

“Como família nos unimos durante a semana para não esquecermos nada para o acampamento. Foi realmente uma semana de preparação. No sábado nos unimos para montar as barracas. A noite sentamos em torna de uma fogueira com todos os cuidados, para assar milho, batata, batata doce e até mesmo bananas. Foram momentos alegres e descontraídos. O acampamento quebrou bastante essa rotina do isolamento social, pois fizemos algo diferente e que os meninos amaram. Já estão querendo outro”, finaliza Sara.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox