Notícias Adventistas

Evento premia unidades de Escola Sabatina com perfil missionário em Novo Hamburgo-RS

Classes cumpriram desafios baseados na comunhão, no relacionamento e na missão.

29 de junho de 2015
Todas as classes de Escola Sabatina estiveram envolvidas nas atividades.

Classes de Escola Sabatina foram premiadas por cumprimento de requisitos lançados no início do trimestre.

Novo Hamburgo, RS… [ASN] No sábado, 29 de junho, igrejas do bairro Vila Santo Antônio, em Novo Hamburgo, RS, se reuniram para a celebração da segunda edição do Oscar das Comunidades. O evento, que ocorreu no ginásio do Instituto Estadual Seno Frederico Ludwig (CIEP), premiou unidades de Escola Sabatina que cumpriram requisitos lançados no início do trimestre. Além disto, a ocasião comemorou o crescimento dos grupos nos três pilares básicos do dia a dia da Igreja: a comunhão, o relacionamento e a missão.

O pastor responsável pelas igrejas da localidade, Washington Silva, explica que as unidades de ação da região, chamadas por eles de “comunidades”, têm características distintivas umas das outras, nas quais foram incorporadas nome, cor, camiseta, hino, e até, um verso bíblico representativo.

Requisitos

No início do trimestre, sete desafios vinculados à visão evangelística Cada um salvando um, que busca envolver cada participante na comunhão, no relacionamento e na missão, foram lançados. Àquelas comunidades que cumpriram as tarefas, foram premiadas com medalhas e troféus no evento. “Relacionado à comunhão, indicamos às comunidades que cada membro deve ter e estudar a lição da Escola Sabatina, ler a bíblia diariamente e ter uma lista de cinco pessoas para orar”, explica o pastor Silva.

No que diz respeito ao item do relacionamento, é preciso que confraternizações sociais e reuniões espirituais fora dos limites da igreja aconteçam a cada semana, como piqueniques, visitas a hospitais, orfanatos e asilos. Além disto, ações devem fazer parte da rotina das unidades de ação, como por exemplo, arrecadações de roupas e mantimentos para comunidades carentes.

Envolvidos no projeto receberam troféus e medalhas.

Envolvidos no projeto receberam troféus e medalhas.

“Já no aspecto de missão, as comunidades devem estar divididas em duplas missionárias. Cada uma deve fazer visitas, dar estudos bíblicos e, por fim, conduzir os novos amigos à igreja”, completa.

Palestras

No evento de premiação, o líder do Ministério de Escola Sabatina responsável pela região central do RS, pastor Vanderson Assunção, abordou a importância da participação nas unidades e do desenvolvimento pessoal na missão.

O presidente da Igreja na região, pastor Moisés Mattos, parabenizou as atividades dos grupos e orou pelo andamento das atividades. Já o secretário Harry Streithorst, palestrou sobre a administração dos recursos e talentos em prol da causa de Deus.

Professores “pastores”

Cada uma das comunidades ativas foram conduzidas às atividades por seus professores, que se tornaram verdadeiros “pastores” de suas unidades. Muitos destes líderes, eram os próprios anciãos das igrejas, que estavam diretamente ligados ao ministério da Escola Sabatina. Eles também foram parabenizados pelas atividades e, inclusive, pelo Dia do Ancião, comemorado no dia 20 de junho.

Para os líderes, foi notável o crescimento da espiritualidade e do envolvimento da igreja após esta nova visão de trabalho. “Nunca vi um distrito tão unido, feliz e envolvido na missão. Estas atividades são uma boa oportunidade de desenvolver os talentos e dons que Deus nos deu”, conta Éder Inocêncio, um dos organizadores do projeto no local.

Já Cleonice Santos, diretora da IASD Aeroclube, ficou emocionada ao ver os resultados. “Foi lindo de ver a união dos membros. Cada um está salvando um, tanto os que estão fora [da igreja], quanto os de dentro”, declara. [Equipe ASN, Andréia Silva/ Fotos: Rúbia Rocha]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox