Notícias Adventistas

Capelães de Desbravadores e Aventureiros participam de curso no campus do IACS

Estiveram presentes mais de 220 pessoas. O tema central do encontro foi a importância da oração.

Por Giovanni Manzolli 9 de junho de 2019

 

Neste sábado (08), capelães de Desbravadores e Aventureiros das cidades de Novo Hamburgo, Taquara e Gravataí, se reuniram no Instituto Adventista Cruzeiro do Sul (IACS), em Taquara (RS), para um curso de capacitação.

Cenáculo era o nome dado a um determinado cômodo nas casas da Jerusalém dos dias em que Cristo estava aqui na Terra. Foi neste local que os discípulos de Jesus se colocaram em oração para aguardar o auxiliador que os guiaria na pregação do evangelho, o Espírito Santo. Isso porque Cristo havia voltado aos céus e não os acompanharia pessoalmente em sua missão.

Pedro, Tiago e João se uniram a outros durante 10 dias de oração, naquele ambiente recluso. Havia 120 pessoas ao todo. Quando seu mestre voltou ao céu, deu aos discípulos o dever de levar a sociedade a mensagem de que todos deveriam se arrepender de seus pecados, para terem acesso à salvação, que foi concedida à humanidade 40 dias antes destes 10 dias de oração, quando Jesus morreu na Cruz, na festa judaica da Páscoa.

Leia também: 

Pastores e líderes adventistas do norte gaúcho participam do curso Pastori 

 

Nestes 10 longos dias de oração no cenáculo, no ano 31 da era atual, aqueles cristãos clamaram a Deus para que o Espírito Santo viesse de fato ao Mundo e lhes instruísse na pregação da mensagem confiada a eles. Assim que os dias de preces terminaram, ocorreu o episódio conhecido como dia de Pentecostes, no qual o Espírito de Deus veio ao nosso planeta e possibilitou os discípulos a se comunicarem com pessoas de diversas nações, que estavam em Jerusalém em uma grande celebração da época, a Festa da Colheita.

Os Clubes de Desbravadores e Aventureiros são ministérios da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que visam desenvolver diversas habilidades, dons e aspectos da vida de jovens e crianças que participam de suas atividades nas comunidades adventistas. Um dos principais focos é o crescimento espiritual. Por isso, todo Clube tem um capelão, um líder responsável pelas atividades que devem proporcionar a comunhão com Deus.

Neste sábado (08), capelães de Desbravadores e Aventureiros das cidades de Novo Hamburgo, Taquara e Gravataí, se reuniram no Instituto Adventista Cruzeiro do Sul (IACS), em Taquara (RS), para um curso de capacitação. O encontro teve como título Capelães do MDA (Ministério de Desbravadores e Aventureiros) no cenáculo. O título fez alusão ao local onde os discípulos oraram antes do dia de Pentecostes, como explicado anteriormente.

O objetivo central foi criar a atmosfera de oração dos discípulos, mas em apenas um dia e não em 10, como os personagens bíblicos vivenciaram. O pastor Márcio Xavier, organizador do evento, ressalta que a oração é o melhor caminho para se ter êxito na pregação do evangelho. “Queremos mostra a eles (os capelães), que são os pastores do clube. Queremos que eles entendam o poder da oração e transfiram isso para o clube. Um clube com oração consegue alcançar muito mais objetivos”, diz o líder do departamento de Desbravadores e Aventureiros para todo o norte gaúcho.

O pastor Jonatas Rosa, que já foi líder de Desbravadores e Aventureiros no escritório gestor da Igreja Adventista no norte do Paraná, foi convidado para guiar as palestras e reflexões expostas na programação. Atualmente Jonatas é responsável por uma comunidade adventista na mesma região. Entre suas falas, o palestrante dava 20 minutos de intervalo. Durantes as pausas, todos se espalhavam pelo campus do IACS para, em particular, orar a Deus e buscar a comunhão com Ele, como os discípulos fizeram.

Entre suas falas, o palestrante dava 20 minutos de intervalo. Durantes as pausas, todos se espalhavam pelo campus do IACS para, em particular, orar a Deus e buscar a comunhão com Ele, como os discípulos fizeram. 

“A espiritualidade de um líder é o que mais precisamos trabalhar. Se ele não tiver uma vida espiritual alicerçada, como vai passar essa lição para os outros integrantes do clube? Acima de uma teoria, a vivência espiritual prática vai passar esta forte mensagem”, explica Jonatas Rosa.

“A espiritualidade de um líder é o que mais precisamos trabalhar. Se ele não tiver uma vida espiritual alicerçada, como vai passar essa lição para os outros integrantes do clube? Acima de uma teoria, a vivência espiritual prática vai passar esta forte mensagem”, explica Jonatas Rosa, acima na foto.

O ministério possui diversas normas e tradições, como o uso de uniformes de gala, lenços e medalhas nas roupas. Nesta reunião, o ambiente estava mais descontraído. Muitos estavam apenas com seus lenços envolta do pescoço, mas sem uniformes completos. Líderes regionais coordenaram a abertura do programa, recitando a lei, o lema, o voto dos Desbravadores e Aventureiros e cantando, também, os hinos dos ministérios.

O curso, que ocorre uma vez ao ano, será oferecido também na cidade de Passo Fundo, em julho de 2019, para que pessoas de outros locais possam também participar.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox