Notícias Adventistas

Histórias de superação marcam primeiro campori de desbravadores

Juvenis usam de criatividade e esforços para marcarem presença e participarem do I Encontro de Desbravadores dos Estados do Pará e Amapá

Por Jeane Barboza, Ananindeua-PA

ICamporiMPA

2350 desbravadores participam do Campori da MPA

O Centro de Treinamento da Igreja Adventista, localizado em Ananindeua, no Estado do Pará, recebe entre os dias 29 de junho e três de julho o I Campori de Desbravadores da Missão Pará Amapá, MPA. O evento com mais 2300 inscritos tem como tema “Nossa Herança”.

A abertura na noite de sexta-feira contou com apresentações inspiradas em heroicos personagens bíblicos, mas a história que chamou a atenção foi de Luiz Felipe Teixeira Pantoja, que aos 11 anos e morador do Amapá, tem a oportunidade de participar de seu primeiro campori.

Com lágrimas nos olhos Luiz Felipe recebeu a notícia que poderia realizar seu sonho de desbravador: fazer parte de um campori. Tudo começou com as narrações do primo sobre as atividades e aventuras vividas por um desbravador e despertou em Luiz Felipe o interesse em participar do clube, levando-o a sonhar em participar de um grande acampamento. Menino dedicado e disciplinado, conforme afirmação de seu líder, o diretor Wesley Reis, Luiz viveu muitas emoções nos dias que antecederam o campori. Isso porque o garoto soube, apenas três dias antes do início do evento, que poderia realizar seu sonho de desbravador.

ICamporiMPA1

Luiz Felipe ao lado do líder de desbravadores pastor Damião Soares, durante a abertura do campori

O clube de desbravadores que Luiz pertence é o Advento do Rei, em Congós II, da Primeira Região no Amapá. Em virtude da distância e poucos recursos financeiros, não havia a certeza da participação do grupo no evento. No entanto, em uma conversa de Luiz com Wesley, o pequeno demonstrou tanta vontade de viajar que, inocentemente, perguntou se era possível fazer o trajeto até o porto de Belém com uma rabeta, já que não tinha recursos para custear a passagem no barco grande. Era essa a motivação que o clube precisava. Wesley contou a história no grupo de líderes e o menino conseguiu patrocínio para viajar… e lá se foram 24 horas navegando e imaginando tudo o que esses dias têm pra lhe proporcionar.

Ansiosa espera

Após um ano e meio de preparo e expectativa na realização desse Campori, as palavras que definem o líder dos desbravadores da MPA, Damião Soares, são: Gratidão e Felicidade. “A gente prepara, vai atrás do que precisa, monta uma forte equipe, mas sem as bênçãos de Deus, nada acontece. Hoje estou feliz e grato a Deus pela realização desse Campori”, conclui Soares.

Confira a transmissão da abertura do I Campori da MPA:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox