Notícias Adventistas

Campori online mescla atividades virtuais com presenciais em SC

Acampamento teve transmissão online para os clubes acompanharem virtualmente e atividades externas foram repassadas para os desbravadores durante a programação

Por Daniel Gonçalves 3 de novembro de 2020

Evento foi transmitido do CATRE em Governador Celso Ramos (SC)

Aconteceu neste fim de semana o II Campori Online da Associação Catarinense – AC (Igreja Adventista no centro sul de Santa Catarina). O evento teve como tema “Seguidores”, trazendo a realidade digital para o contexto cristão. “Buscamos trazer um termo tão popular para os desbravadores hoje em dia e destacamos a necessidade espiritual de sermos seguidores de Cristo”, explica o pastor Diógenes Mariano, líder dos Desbravadores – AC.

Apesar de online, devido a pandemia mundial, a programação mesclou atividades na tela do computador e atividades presenciais. “Os clubes estiveram reunidos em suas igrejas ou locais de encontro. Com isso, nós repassamos algumas tarefas para serem realizadas em suas comunidades”, comenta o coordenador Carlos Souza. Um exemplo dessas atividades externas foi na manhã de sábado, quando os desbravadores saíram nas ruas, de máscaras, para entregarem o livro missionário A Maior Esperança. Foram milhares de livros entregues pelos desbravadores, mostrando o envolvimento dos clubes com o Impacto Esperança.

Ainda aconteceram investiduras, fogo do conselho e participações ao vivo dos clubes na live aberta ao público. “Hoje em dia as pessoas pedem os famosos ‘curta, se inscreva e compartilhe’. Fazem loucuras para terem seguidores. Foi Jesus que começou com esse convite de seguir, entretanto o plano dEle era diferente. Ele quer que sigamos a Ele. Trilhemos o caminho com Ele. Ele quer que você seja inscrito no livro da vida”, fala o pastor Paulo Lopes, Secretário – AC, que pregou no sábado.

A programação ainda destacou o testemunho de jovens que fazem do Youtube uma ferramenta de pregação. Os famosos Youtubers cristãos. É o caso das irmãs Bibi e Bebel, que produzem devocionais, músicas e pregam na rede social, tudo com a supervisão dos pais. Apesar de terem muitos talentos, as desbravadoras eram receosas para criarem o canal no Youtube: “A gente sempre cantou na igreja e no mês de maio o colégio nos desafiou a criar algo. Foi então gravamos um vídeo cantando e esse vídeo foi o nosso começo nas redes sociais”, explica Isabela, a Bebel. Hoje o canal tem 2,62 mil inscritos e uma média de um vídeo por semana.

“Estamos felizes porque, apesar das limitações, conseguimos realizar um evento atraente e apresentar Jesus como o nosso verdadeiro mestre, aquele a quem devemos seguir. Que cada desbravador siga Cristo”, conclui o pastor Diógenes Mariano.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox