Notícias Adventistas

Campal na Ilha do Marajó reúne duas mil pessoas

Três dias intensos marcaram a primeira campal do Ituquara

18 de agosto de 2017
CampalRioItuaquara

Mais de dois mil participantes estiveram presentes na primeira campal do rio Ituquara

Breves, PA… [ASN] A Ilha do Marajó, localizada no Estado do Pará, é conhecida por ser a maior Ilha Fluvial Marítima do mundo. A ilha é tão grande que abriga 16 municípios, sendo Breves o principal, com 112 mil habitantes. Nessa região, cercada de rios e matas, foi realizada a primeira Campal Adventista do Ituquara, entre os dias 11 a 13 de agosto. O evento ocorreu na Vila Diene, na margem direita do Rio Ituquara. Os cultos foram realizados no auditório pastor Joel Carvalho, construído em um período recorde de dois meses. A construção desse espaço, com doações locais, foi considerado por muitos um milagre.

Medalha

Os idealizadores da campal foram condecorados com uma medalha

Durante a programação, quatro grupos foram homenageados, com uma medalha cuja inscrição dizia: “Fazei discípulos de todas as nações” (Mateus 28:19). O primeiro grupo condecorado na cerimônia de abertura foram autoridades civis, militares e eclesiásticas, entre elas o prefeito do município, Toninho Barbosa, que disse: “Eu acredito muito em Deus, nenhum outro lugar do município tem um espaço igual a esse, nenhuma igreja tem. A igreja Adventista, que eu venho acompanhando, tem projetos e querem ajudar.”  O deputado estadual Tiago Araújo, acompanhou o evento e ressalta que “Foi um evento formidável e o auditório vai ajudar muito o fortalecimento de toda a comunidade adventista que é muito respeitada nessa área principalmente por ser uma comunidade ribeirinha.” Representando a Igreja Adventista do Sétimo Dia o pastor Leonino Santiago afirma “É um lugar para ajudar a transformar e melhorar a vida das famílias. Nós vamos entrar aqui para adorar, mas tem que sair daqui para transformara em nome de Jesus”.

Várias instituições apoiaram diretamente o evento. A prefeitura local, o Hospital Adventista de Belém, a Faculdade Adventista da Amazônia. O deputado estadual Jaques Neves trouxe uma equipe médica que atendeu os ribeirinhos no domingo, além de distribuir gratuitamente medicamentos com receita médica. Uma das pessoas atendidas havia se queimado com gasolina, no distante Rio Amazonas e foi trazida numa pequena lancha.

Batismos

Batismos foram o ponto alto da programação na campal

O segundo grupo homenageado foi o de construtores do Auditório, tanto os contratados como os voluntários. Representando esse grupo, o irmão José Sampaio, diretor de construção, disse que a construção de um prédio sobre as águas, de alvenaria, em 2 meses, foi um milagre pois “o possível é do homem, mas o impossível é de Deus”. O terceiro grupo homenageado foi o de evangelistas voluntários, que prepararam uma pessoa para o batismo na Campal, nos meses antecedentes ao evento. Paulo, do Rio Amazonas, veio se batizar na Campal, e já trouxe outros cinco amigos para serem batizados. No total foram batizadas 55 pessoas.

A programação atendeu a todos os grupos. Uma das participantes, Ana Zélia, que viajou 12 horas, disse que “apesar da distância da viagem, valeu muito a pena, todos estão aproveitando muito. Sentimos Deus mais perto quando fazemos um esforço. Vamos voltar com uma espiritualidade maior. Com um conhecimento a mais. Vai nos capacitar na igreja que nós estamos, em Anajás.” Um dos momentos marcantes foi o encerramento, com uma dramatização da volta de Jesus. As caravanas voltaram fortalecidas e dispostas e iniciar um reavivamento no Arquipélago do Marajó.

A campal do Ituquara contou com a presença de aproximadamente 2 mil pessoas, em dezenas embarcações grandes e pequenas. Segundo o pastor Moisés Batista, presidente da Missão Pará Amapá, essa “foi a maior campal realizada nessa região e a maior campal da missão e uma das maiores em público e batismo da União”. Para o pastor local, Ribamar Diniz “nosso alvo é reunir em 2018 cinco mil pessoas e realizar 300 batismos”.  A TV Breves, afiliada ao SBT, realizou uma série de três reportagens e produziu um documentário sobre a campal, disponível na página www.facebook.com/campaldoituquara. [Equipe ASN, Leonardo Leite]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox