Notícias Adventistas

Batismos e concursos sobre conhecimentos bíblicos marcam Aventuri na Serra Gaúcha

Mais de mil crianças de seis a 10 anos se reuniram por três dias na Serra Gaúcha e aprenderam sobre os caminhos que levam até Jesus

Por Douglas Pessoa 15 de outubro de 2019

A jovem haitiana Elie Aphna Dashnie, de 9 anos, foi batizada. Ela venceu o concurso Bom de Bíblia ao acertar todas as perguntas

A interação com pessoas de idades próximas e a oportunidade de aprender mais sobre a Bíblia são as coisas que mais motivam Juan Lutz de Souza a participar do clube de Aventureiros. O menino, que tem apenas nove anos, demonstra profunda felicidade e fala com segurança ao ser questionado sobre a oportunidade de estar participando de um acampamento com crianças de outros clubes. “Isso aqui está sendo muito legal. Estou podendo brincar e aprender sobre Deus, além de fazer novos amigo”, conta.

O acampamento da qual Juan se refere é o Aventuri, um encontro que reuniu participantes dos clubes de Aventureiros de todo o centro gaúcho nos Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, no último final de semana. A maior cidade da Serra recebeu 1.375 crianças que tinham os olhos atentos a uma programação marcada por momentos de celebração espiritual e interação social. Tudo isso integrado à uma identidade visual baseada no sistema de transporte ferroviário.

Com o tema “Rumo ao Céu” as pessoas que entravam no primeiro pavilhão logo notavam desenhos de trens e trilhos nos portais montados pelos clubes. No auditório principal uma estação improvisada já deixava claro que essa seria a temática de todo o programa. A ideia, segundo os organizadores, foi mostrar para elas que é preciso estar sempre tendo como foco estar perto de Deus e procurar aprender mais sobre o livro sagrado.

Provas que testaram os conhecimentos bíblicos dos participantes também tiveram espaço no evento. “Eu tenho uma prova daqui a pouco e vou poder mostrar tudo o que aprendi lendo a Bíblia”, conta Juan pouco antes de se alinhar com Aventureiros de outros clubes junto ao palco. Sentados entre divisórias de madeira, os pequenos participaram do concurso Bom de Bíblia. Líderes de clubes e pais de participantes puderam ver com os próprios olhos o aprendizado que seus filhos têm tido na agremiação.

Encerramento do programa foi marcado por premiações e pela presença maciça dos pais

O concurso também foi marcado pela emoção quando a pequena Elie Aphna Dashnie Aristilde foi anunciada como vencedora do Bom de Bíblia após ter acertado todas as 35 perguntas feitas pelo pastor Charles Veiga. Ela, que é haitiana e vive com os pais em Caxias do Sul, também foi batizada  junto com 11 crianças de outras regiões do estado.

Mas para estar presente no Aventuri um longo caminho precisou ser trilhado. Atividades nas reuniões dos clubes, além das inscrições e despesas com viagem são alguns dos desafios superados por quem passou o fim de semana no parque da Festa da Uva. “Em primeiro lugar o sentimento maior é de gratidão. Eu acho que tudo o que estamos assistindo e aprendendo aqui é um presente pelo esforço que tivemos em trazer nossas crianças. Eu estou impressionada com o empenho que cada líder teve em trazer seus Aventureiros para cá. É impressionante”, aponta Lídia Rempel, líder de clube em Panambi, no noroeste do estado.

O Aventuri também contou com a participação de centenas de pais que não são membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD). Para Lídia, essa pode ser a primeira oportunidade para muitos deles conhecerem a mensagem cristã. “Alguns deles possivelmente nunca tiveram a oportunidade de participar de uma programação tão espiritual como essa. Além deles, tem as pessoas que já são cristãs, mas também absorvem a mensagem que está sendo passada. Podemos dizer que todos nós estamos no mesmo trem”, afirma.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox