Notícias Adventistas

Aventuri no centro do RS reforça o estudo da criação

Evento aconteceu nos dias 06 a 08 de novembro e reuniu cerca de 700 crianças.

10 de novembro de 2015
Propósito do programa foi incentivar as crianças a lerem a bíblia e estudar sobre a criação.

Programa buscou direcionar os pequeninos para reflexões sobre como era a vida no Jardim do Éden antes do pecado.

Igrejinha, RS… [ASN] Fazer novos amigos, aprender, brincar, e ter um encontro com Jesus. Foi isto o que cerca de 700 aventureiros do centro do RS fizeram nos dias 06 a 08 de novembro, durante o acampamento “Uma Aventura no Éden” que aconteceu no Parque da Oktoberfest em Igrejinha, RS. O programa, chamado “Aventuri”, buscou direcionar os pequeninos para reflexões sobre como era a vida no Jardim do Éden antes do pecado.

“A proposta foi inserir as crianças no mundo da criação, para que fixassem a imagem do Deus Criador. Isso é muito importante hoje em dia, pois as crianças são bombardeadas por ideias evolucionistas por todos os lados. Aqui, elas entenderam que não estamos mais no Éden, mas podemos voltar para lá através da cruz de Cristo. Este é o plano original de Deus para o homem”, explica o líder de aventureiros no centro do RS, pastor Odair de Almeida.

12191168_795618990565223_2523740052170658235_o

No encerramento, cartas escritas pelos aventureiros foram amarradas em balões de gás hélio e soltas ao céu. Uma representação do que acontece com as orações feitas para Deus.

Desde a abertura do evento, as crianças tiveram a oportunidade de sentir-se no lar edênico. Um vídeo, apresentou didaticamente a criação do 1º ao 6º dia, e no palco, eles puderem ver uma representação da criação do homem. Na sequência das programações também foi apresentado de forma lúdica a entrada no pecado na terra, a solução para a raça humana, e a promessa da nova terra.

“Eu gostei muito do aventuri e fiz bastante amigos no clube Masae Kids”, conta o aventureiro Bernardo Barragan, de 07 anos do Clube Pindoraminha, de Canoas. “Também gostei muito do caça ao tesouro porque utilizamos a bíblia e aprendemos sobre Jesus”, completa.

Além do caça ao tesouro, a criançada também participou de testes de conhecimentos bíblicos, gincanas e atividades ao ar livre. A programação foi regada a muito louvor, com o quarteto ASAF – que estava acompanhado do boneco ventríloquo chamado Pedrinho – meditações bíblicas com a professora Simone Bravo, coordenadora pedagógica das Escolas Adventistas para a região sul do Paraná, e participação especial da Turma do Nosso Amiguinho.

No encerramento, cada criança escreveu sua oração em uma carta, amarrou em um balão de gás hélio, e o deixou subir ao céu. Segundo os organizadores, esta foi uma forma de mostrar para os pequenos que sempre que orarem, suas orações serão elevadas ao céu. [Equipe ASN, Andréia Silva]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox