Notícias Adventistas

Aventuri ensina como ser um campeão

20 de outubro de 2016
Aventureiros assistindo a escola sabatina.

Aventureiros assistindo a escola sabatina.

São Paulo, SP… [ASN] A lei dos Aventureiros é um pedido “Jesus, me ajuda a ser: Obediente, puro, reverente, bondoso e colaborador”. Diante de tal pedido, só há um conselho a ser seguido, e ele se encontra na bíblia, no livro de Provérbios 22: 6. “Eduque a criança no caminho que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”.

Inspirados pelo verso acima, e com o propósito de manter estes pequenos aventureiros mais perto de Deus, alguns eventos são desenvolvidos anualmente. Envolver os pais neste trabalho tão importante, é a principal missão do Clube de Aventureiros, para que o mesmo seja uma extensão do lar e da igreja.

O tema escolhido para o XX Aventuri da Paulistana neste ano, foi “Campeões da verdade” e o personagem principal foi o apóstolo Paulo. Foram elaboradas atividades, brincadeiras, com muito aprendizado, no qual eles puderam se aproximar um pouco mais de Deus em meio à natureza. Os aventureiros de 9 anos, da classe mãos ajudadoras, puderam participar de uma atividade diferente e muito esperada por eles. Supervisionada por seus líderes, ás 12 horas (nome da atividade), consiste em pernoitar em uma barraca ao ar livre, aprender a fazer uma fogueira, entre outras atividades exercidas pelos desbravadores.

“Eu espero que seja muito legal, e eu estou bem animado, esperando este encontro”, disse o aventureiro Enzo Hashimoto, do Clube Gavião Mirim, da IASD Moema.

Durante todo o ano os Clubes de Aventureiros realizam dinâmicas similares as desenvolvidas no Aventuri, para que as crianças possam se familiarizar. São atividades criativas e divertidas, que buscam o desenvolvimento físico, mental e espiritual. Elas servem de estímulo para que estes pequeninos aprendam a ganhar, perder, fortalecer sua capacidade de colaboração e convivência, e também a descobrir seus dons, habilidades espirituais, e a utilizá-lo em benefício próprio, e no serviço do semelhante, expressando naturalmente o seu amor por Cristo.

Segundo Helder Meira, diretor do Clube Gavião Mirim: “é um momento realmente muito especial, porque eles esperam por isso, e almejam por esse momento durante meses, e na última semana, realmente a empolgação é muito grande, e afinal de contas, eles estão aqui por um motivo muito maior”, afirmou o diretor.

Nesses 3 dias cercados pela natureza, e em meio a atividades e brincadeiras, os pequenos aventureiros puderam aprender um pouco mais sobre o amor de Deus, e todo o seu cuidado. “As lições aprendidas, os hábitos formados durante os anos da infância, tem mais que ver com o caráter e a direção da vida, do que todas as instruções e educação, dos anos posteriores”. Ciência do Bom Viver, 380. [Equipe ASN, Joyce Araújo]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox