Notícias Adventistas

Aspirantes são reconhecidos oficialmente como pastores da Igreja Adventista em SP

Cerimônia de Ordenação reconheceu quatro aspirantes ao Sagrado Ministério da Igreja Adventista. Programação aconteceu na Novo Tempo.

14 de novembro de 2016
024b7825

Pastores Uendeo de Paula, Felipe Feitosa, Roberto Galvão e Donizete Nobre foram ordenados ao Ministério Pastoral. (Fotos: Mairon Hothon)

Jacareí, SP… [ASN] Na tarde do último sábado (12), mais de 400 pessoas buscavam o melhor lugar para assistir uma das cerimônias mais importantes da Igreja Adventista do Sétimo Dia. O auditório da Rede Novo Tempo de Comunicação, em Jacareí (SP) ficou pequeno para tanta gente que queria participar de alguma forma deste momento tão especial principalmente para quatro pessoas.

Entre registros fotográficos, filmagem e transmissão ao vivo pelas redes sociais, quatro teólogos foram reconhecidos oficialmente como pastores da Igreja Adventista por meio da Cerimônia de Ordenação ao Sagrado Ministério. Foram ordenados como pastores Uendeo de Paula, Felipe Feitosa, Roberto Galvão e Donizete Nobre. Ambos que desenvolvem suas atividades ministeriais no território da Associação Paulista do Vale (APV).

O organizador do evento, pastor Luiz Sena, explica que a cerimônia é um dos momentos mais importante da organização pois concede ao estudante de teologia a credencial oficial de pastor da Igreja Adventista, a qual é válida em todo o Mundo.

024b7770

Pastor Ronaldo de Oliveira enfatizou aos novos pastores que eles possam se entregar sem reservas no trabalho de evangelizar as pessoas.

“Para ser um pastor da Igreja Adventista não basta apenas estudar quatro anos em alguma das nossas unidades, mas é preciso passar por período de quatro a seis anos de estágio onde a cada ano esse candidato passa por avaliações para confirmar o chamado ao Santo Ministério. Após avaliações escritas, orais e de indicação, o aspirante é votado para participar dessa cerimônia que o torna um pastor reconhecido pela organização”, detalha.

A cerimônia que teve a participação do presidente da Igreja Adventista para o Estado de São Paulo, pastor Domingos Souza, e do secretário Ministerial para o mesmo território, pastor Edilson Valiante, marca um ciclo de incentivo que a instituição tem realizado em seu grupo de funcionários. Durante o sermão bíblico, o presidente da APV, pastor Ronaldo de Oliveira enfatizou a importância e o contexto bíblico para a ordenação de pastores.

“Para o pastor ordenado este momento é um sonho alcançado, para a congregação que tem seu pastor reconhecido é uma alegria fazer parte deste momento e para o grupo da Associação é uma motivação pois novos amigos se juntam a missão de pregar o Evangelho. Assim como o personagem bíblico Isaque no momento que aceitou ser oferta de sacrifício (GN 22), que possamos ser pastores sem reservas no trabalho cristão”, ressalta.

024b7906

Cerca de 500 pessoas assistiram a cerimônia de ordenação pastoral no último sábado!

A programação seguiu com louvores, estudo da Bíblia, orações e a oração de dedicação aos novos pastores. A partir de agora eles podem liderar todas as cerimônias da Igreja como poder batizar, realizar casamentos, dar a benção sobre doentes e afins. Perguntados sobre esse momento na vida deles e o que significa ser um pastor, os ordenados logo responderam

Pr. Uendeo de Paula (Líder do Ministério de Publicações e Espírito de Profecia): Este o momento de maior realização da minha vida. Ser pastor é cuidar do que é o mais importante para Deus que são as pessoas. É pregar de forma integral e a todos os momentos e com dedicação exclusiva uma mensagem que salva.

Pastor Roberto Galvão (Distrito de Poá): Eu sempre gostei de pessoas e ver pessoas sendo transformadas é uma alegria que não cabe em mim. Quis ser pastor para poder estar perto nesse processo de transformar pessoas em cidadãos do Reino de Deus. Ser pastor é se dedicar integralmente a obra do Evangelho.

Pr. Domingos Souza, presidente da União Central Brasileira

Pr. Domingos Souza, presidente da Igreja Adventista em São Paulo (UCB), participa da cerimônia de Ordenação de Pastores.

Pastor Felipe Feitosa (Distrito de Pindamonhangaba): Quando entrei na Igreja Adventista eu fiquei encantado em ver como pastores conduzem os fiéis e quis ser aquilo pra mim também. Quando entrei para a Colportagem senti mais forte esse chamado de Deus para a minha vida. Ser pastor é você morrer pro seu eu e viver para os planos de Deus.

Pastor Donizete Nobre (Capelão dos Colégios Adventistas de Cruzeiro e Lorena): Esta cerimônia foi a confirmação de um chamado que Deus fez pra mim ainda na adolescência. Meu sonho era fazer medicina, mas Deus queria mais pra mim, ele queria que eu curasse não apenas a área física da pessoa, mas também espiritual. [Equipe ASN, Mairon Hothon]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox