Notícias Adventistas

Após 30 anos da primeira edição, Parque de Exposições de Salvador recebe Campori

Por Monique Anjos e Wiliane Passos 24 de junho de 2019

Desbravadores lotaram a arena no Parque de Exposições foto: Naassom Azevedo

Pela segunda vez, após 30 anos, o Parque de Exposições de Salvador recebeu um campori de desbravadores. Desta vez, o local foi transformado em uma minicidade, e recebeu entre os dias 19 a 23 de junho um acampamento de barracas com mais de 7 mil pessoas. Este ano, o Campori de Desbravadores da Associação Bahia chegou em sua décima edição e foi transmitido ao vivo através das redes sociais do evento.

Os participantes puderam acompanhar a cerimônia de abertura na arena e viveram de perto as emoções do acampamento, que teve como tema: “Vencedores – fé, força e coragem“. Esse evento, que é esperado por todos os desbravadores com bastante ansiedade, é realizado a cada 3 ou 4 anos para Salvador e Região Metropolitana.

Durante 5 dias, todos precisam se virar. Desde a montagem das barracas, até o preparo dos alimentos. Cada clube de desbravadores tem uma equipe de apoio própria, que reúne enfermeiro, segurança, instrutores, entre outros. Além dos representantes dos clubes, mais de 200 pessoas estiveram divididas em grupos de trabalho para que o campori pudesse acontecer. O número envolve equipes de cozinha, segurança, médica e outros serviços de apoio que atuaram no suporte ao evento.

De acordo com o pastor Luciano Castor, líder de desbravadores na Grande Salvador, organizar um campori é bastante desafiador, mas quando se tem uma equipe que lhe passa confiança e que ajuda em todos os detalhes, fica mais fácil trabalhar. “Aproveito para agradecer a cada coordenador, regional ou de área, cada diretor, secretária, enfim, agradeço a todos que colaboraram para que o resultado do evento fosse sido positivo, conclui Castor.

 Sobre o evento

Acampamento durou 5 dias e reuniu mais de 7 mil desbravadores

Para receber todos os participantes, a organização preparou uma área com estruturas que atendem as necessidades básicas dos desbravadores. Foram construídas estruturas de banheiro, mercado, lanchonetes, enfermaria, shopping e até um museu.

Tudo é pensado com anos de antecedência e envolve dezenas de pessoas. O líder dos desbravadores para oito países da América do Sul, Udolci Zukowsky também esteve presente e comentou sobre a importância destes eventos e sobre como ele anima e proporciona a união e o empenho dos adolescentes.

Os participantes do acampamento são divididos em equipes e passam o dia todo em atividades pelo parque, numa espécie de gincana. Dentre as atividades oferecidas no evento, estão:

– Parque de diversões;

– Banco Global e Praça Verde (espaços com exposições e atividades interativas voltadas à sustentabilidade e consciência ambiental);

– Shopping do Desbravador (galeria com produtos diversos à venda);

– Praça de Alimentação (com alimentação estritamente ovo-lacto-vegetariana);

– Museus;

– Plantio de árvores;

– Projetos comunitários;

– Praça do Desbravador (tirolesa, jogos de tabuleiro humano, entre outros);

Outras atividades recreativas e de conhecimento, como corrida de obstáculos, concurso de bandas e fanfarras, divertem os participantes e somam pontos para as equipes. A programação também conta com apresentações de palco todas as manhãs e noites. Além disso, os desbravadores saíram do parque para realizar ações comunitárias nas cidades de Salvador e Lauro de Freitas e para distribuir livros missionários em Itapuã, bairro próximo ao Parque de Exposições.

Mais de 100 adolescentes se decidiram pelo batismo durante o campori

O evento também foi de decisões para muitos adolescentes, que escolheram entregar a vida publicamente a Jesus e viver uma vida com propósito e colocar em prática os ensinamentos da palavra de Deus. Mais de 100 desbravadores foram batizados durante os cinco dias de campori. Outro momento marcante foi a noite da investidura, quando mais de 150 pessoas foram investidas em líder, líder master e líder master avançado.

Para Ana Paula Miranda, se investir em líder foi muito emocionante, um momento muito esperado, “pude contar com uma programação que foi feita para marcar ainda mais este momento. Após muito tempo de preparação e prática junto ao clube, senti receber mais responsabilidades para conduzir os desbravadores a Cristo, nosso líder maior”. Paula revela que concretizar a investidura de líder no X Campori da Associação Bahia foi ainda mais especial por ter sido em Salvador e ter facilitado a presença da maioria do clube que ela representa. “Afinal, é por eles e para eles também, meu clube Grandes Rios – IASD Vale dos Lagos – Salvador.  Sem contar a oportunidade que tive de ser investida por alguém muito especial, que correu atrás junto comigo, mobilizando outras pessoas para que este momento se realizasse”, finaliza.

Quem são os desbravadores

O Clube de Desbravadores é um programa da Igreja Adventista do Sétimo Dia destinado a adolescentes de 10 a 15 anos de idade. Em reuniões semanais, eles aprendem, de forma lúdica, lições sobre a natureza, saúde, cidadania, Bíblia, além de desenvolverem talentos e habilidades em diversas áreas. Em eventos cívicos, projetos sociais e campanhas comunitárias, eles quase sempre estão lá, também, dando a sua contribuição. Os Desbravadores estão presentes em mais de 160 países. Ultrapassam 1,5 milhão de participantes em 90 mil clubes.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox