Notícias Adventistas

Acampamento de pastores incentiva a união e o trabalho com novas gerações

Pastori ocorre uma vez ao ano em locais retirados para oportunizar atividades ao ar livre.

Por Andréia Silva 10 de outubro de 2018

Divididos em unidades, pastores desenvolveram atividades práticas de escotismo.

A Sede Campestre de Santo Antônio da Patrulha – local onde foi realizado o 1º Campori de Desbravadores do Brasil em 1975 –  tornou-se nos dias 03 e 04 de outubro, a sede do Pastori, programa que reuniu 61 pastores da região central do Rio Grande do Sul.

A proposta foi “fortalecer o trabalho em equipe e levar os pastores a compreenderem melhor a importância de investirem no trabalho com as novas gerações, como desbravadores e aventureiros”, conta o líder de desbravadores no centro do RS, pastor Fray Calderón.

Para atingir estes objetivos, o grupo foi dividido em unidades, conforme existe nos clubes, e receberam instruções práticas sobre escotismo, nós e amarras, primeiros socorros e orientação de bússola. Os grupos ainda participaram de uma trilha na mata onde puderam colocar tudo em prática.

Segundo o presidente da igreja adventista para o centro do Rio Grande do Sul, pastor Marcos Júnior, “o objetivo é em 2019 todas as igrejas organizadas da ACSR tenham clubes, por isso as atividades direcionadas a desbravadores”, conta.

A ênfase espiritual do programa foi a urgência da pregação do evangelho para o retorno de Jesus. Meditações bíblicas, um fogo do conselho e um carrossel de conversação, foram momentos de reflexão e reconsagrarão que aproximaram o grupo uns dos outros, e de Deus.

“Sinto uma grande união do grupo, como acontece nos clubes ou uma grande família, onde todos participam e tem o mesmo foco. Temos a urgência na pregação do evangelho e desejo de investir nos mais jovens, o futuro de nossa igreja”, conclui o líder Ministerial, Rogério Gurniak.

Galeria de imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox