Notícias Adventistas

Eventos

"A Última Missão" reúne 20 mil desbravadores no Amazonas

Juvenis e adolescentes participam de atividades, provas e momentos espirituais.


  • Compartilhar:
Desbravadores do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima (Imagem: Mídia Campori UNoB).

Em 2015, a Igreja Adventista na região noroeste promoveu o primeiro Campori de desbravadores na localidade. O evento, que acontece de cinco em cinco anos, estava marcado para 2020, mas precisou ser adiado devido à pandemia de Covid-19. Depois de dois anos de espera e preparação, na noite da quinta-feira (01), a abertura do evento foi marcada pelo sentimento de alegria e gratidão. 

A adolescente Ana Alexandre tem 14 anos e participa pela primeira vez de um Campori. Mesmo com a temperatura elevada no mês de setembro na região amazônica, a felicidade em estar no evento é maior. "Estou encantada com tudo. Está sendo incrível. Amei a abertura, foi tudo lindo. Estou ansiosa para as atividades, me preparei muito para esse momento", conta a desbravadora que reside em Boa Vista, Estado de Roraima.

Leia também:

O sentimento não é diferente para a liderança do Campori. Para o diretor da área na região, pastor Anderson Carneiro, o momento de espera acabou. "Foi uma benção de Deus. Todos chegaram seguros até aqui. É uma emoção muito grande ver todos animados e empolgados para louvar e adorar a Deus", destaca o pastor.

O ministério do lenço amarelo trabalha com juvenis e adolescentes de 10 a 15 anos. No Campori estão reunidos 535 clubes. "Nossa missão é fazer esses meninos e meninas sonharem com o céu. Se deslumbrarem com tudo que foi feito aqui para glorificar a Deus. Nós trabalhamos com a área física, mental e espiritual de cada desbravador, para que em tudo Deus seja louvado", declara Carneiro.

Um dos momentos mais esperados da abertura é a contagem que abre oficialmente o evento. E foi esse momento que vai ficar na memória da Ameli Kelly, que também estreia em acampamentos. "Foi incrível, meu coração acelerou quando começou a contagem. Jamais vou esquecer. Os fogos, a emoção e cantar o hino com tantos desbravadores juntos é demais", descreve a desbravadora de 14 anos.

A maratona de atividades abriga seis praças de eventos e mais de 40 atividades que iniciaram na sexta-feira (02), com muitos desafios. “Ver a alegria e empolgação dos desbravadores é impressionante”, destaca o presidente da Igreja Adventista para a região noroeste, pastor Sérgio Alan Caxeta. 

Atividades

Como parte do programa, os desbravadores participam de mais de 100 atividades simultaneamente, divididas em parques temáticos inspirados na Bíblia, como o dilúvio, onde eles transportam água em garrafões utilizando baldes. Eles também participam de trilhas, entre outras atividades. Uma das atrações destaque do evento é o Parque dos Dinossauros, onde é possível encontrar réplicas de dinossauros e fósseis espalhados por toda a trilha.

O programa também inclui ações sociais como distribuição de livros missionários e campanha de conscientização. Este ano, o tema da campanha foi “Minha Cidade Limpa”, realizada no município de Rio Preto da Eva. Na ocasião foram distribuídos folders e sacos de lixos aos moradores do bairro Carlos Braga. A praça do bairro também foi pintada e limpa por aproximadamente 200 desbravadores.

Para atender os 20 mil participantes, uma megaestrutura física foi montada. Por dia são 1 milhão e 5 mil litros de água usados e consumidos 60 toneladas de alimentos.  São 6 mil barracas em 105 mil metros quadrados de área de acampamento e o Hospital Adventista de Manaus, com estrutura própria no local, tem capacidade para atender 1.000 pessoas por dia.

Confira mais informações nas redes sociais: Desbravador UNoB e Adventistas Noroeste. Acompanhe a programação ao vivo, pelo YouTube e Facebook Adventistas Noroeste. A programação diária acontece às 7h30 e 19h30. 

Segunda edição do campori acontece no Colégio Adventista Amazonas - campus residencial IAAI. (Imagem: Mídia Campori UNoB).