Notícias Adventistas

Série evangelística inédita é produzida em Votuporanga

Contagem Regressiva foi montada exclusivamente para mostrar doutrinas bíblicas e os acontecimentos finais para a breve volta de Jesus.

Por Colaboradora local - Karolline Bianconi 30 de outubro de 2018

A série foi transmitida pelo Facebook. Foto: colaborador local

Votuporanga produziu neste ano uma série evangelística inédita. Intitulada Contagem Regressiva, o objetivo foi mostrar que os acontecimentos atuais são cumprimentos das profecias bíblicas. A série foi promovida em duas igrejas adventistas – no bairro Pozzobon e no Jardim Bom Clima. Desde a música até a pregação dos temas doutrinários, exatamente tudo foi criado pelos membros com o intuito de que mais pessoas conheçam as verdades bíblicas.

A série teve início em abril, sempre aos domingos. Ao todo, foram realizados 18 capítulos da série. Os participantes que assistiram toda a programação ganharam um certificado e uma Bíblia. Na igreja do bairro Pozzobon, os encontros começavam sempre às 18h50. Já no bairro Bom Clima, o culto era às 19h50.

Estrutura

Impreterivelmente, 5 minutos antes de começar a programação nas duas igrejas, surgia um cronômetro no telão, remetendo todos a pensar sobre o pouco tempo que ainda resta para a volta de Jesus. Após a contagem regressiva, era divulgada uma vinheta de abertura da série. No vídeo, cenas reais com os recentes acontecimentos mundiais: guerras, fome, divórcios, desastres naturais, entre outros sinais que foram alertados por Jesus Cristo há mais de 2 mil anos e que Sua volta estaria próxima. A música escolhida para o vídeo foi “Prefixo – Breve Virá”, do quarteto Arautos do Rei, que traduzia em canção tudo o que está nas profecias bíblicas.

Depois, os presentes eram convidados a receber uma oração especial pelas famílias. Dando andamento à programação, os jovens encenavam alguma passagem bíblica que seria retratada no culto. A apresentação contava com produção especial: cenário, figurino, luz e música.

Após a encenação, a equipe da sonoplastia soltava a música “Quero ouvir tua voz”, do quarteto Arautos do Rei. A canção foi regravada por membros da igreja, em versão exclusiva para a série. Coordenada por Douglas Gualberto, proprietário do estúdio Bem Cantado, a nova roupagem trouxe modernidade com arranjo exclusivo.

Em cada noite um tema especial era abordado. Assuntos como a história da Bíblia, a criação do mundo, a origem do mal, a morte, o sábado, o livro do Apocalipse, entre outros, foram estudados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Criação e origem

O pastor Wallace Lourenço explicou que o projeto foi uma ideia dos anciãos da igreja, com apoio da liderança, pensando em fazer algo que pudesse alcançar um número maior de pessoas para Deus. “Numa reunião foi sugerida que pudéssemos fazer esta experiência: montar uma série evangelística nas noites de domingo com temas doutrinários. Aceitei a ideia e começamos a montar o programa”, disse.

Wallace destacou que a Igreja Adventista do Sétimo Dia disponibiliza muitos materiais já prontos para serem trabalhados em séries evangelísticas. Porém, foi escolhido fazer exatamente tudo pelos membros. “Deu mais trabalho porque começamos exatamente do 0. Pegamos vários modelos e ideias, estudamos, analisamos, mas preferimos fazer por aqui. Foi desafiador preparar os temas, uma experiência inédita nesses 31 anos como pastor”.

Foi produzida também uma arte que remetesse a mensagem que a série iria mostrar: que falta pouco tempo para a volta de Jesus. Entra em cena o publicitário Bruno Espanha. Foi feito um deserto, que representa um mundo devastado pelo pecado, e uma mulher ainda em pé, simulando que o tempo está acabando. “O objetivo foi mostrar que temos que continuar a caminhada por esse deserto em busca do caminho que leva a Jesus”, reforçou Bruno.

Assim como os cultos de sábado, a série Contagem Regressiva também foi transmitida ao vivo e ao mesmo tempo ficou gravada pelo Facebook através das páginas IASD Bom Clima e Pozzobon. “A internet é um campo ainda maior para se alcançar as pessoas que, por uma série de motivos, não pode estar presente no culto”, avaliou o diretor de Comunicação, Anderson Evilard.

Batismos

Todo empenho dos departamentos e membros resultou em 13 batismos, sendo cinco no Pozzobon e oito no Bom Clima. “Alguns já tinham estudado a Bíblia, mas não tinham tomado decisão. Foi um número relevante. Outros estão preparados e acertando alguns detalhes”, completa o pastor.

Para novembro, com o evangelismo do pastor Roberto Motta, evangelista da Associação Paulista Oeste (APO), a expectativa é que mais batismos também sejam realizados.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox