Notícias Adventistas

“Resgatados” batiza amigos que retornaram para a igreja no AM

Durante os 10 dias especiais de oração, projeto busca pessoas que se afastaram da igreja.

Por Priscila Baracho Sigolin 14 de fevereiro de 2020

Caravana de reavivamento e oração na igreja de Alvorada I, em Manaus. (Imagem: Alex Simões).

De 6 a 15 de fevereiro, os adventistas em toda a América do Sul participam do movimento dos 10 dias de oração. Em casa e também na igreja, os fiéis buscam a Deus para o início dos trabalhos missionários do ano. O movimento de preparação teve início em novembro do ano passado, onde os adventistas se mobilizaram para orar pelos amigos afastados. Cada igreja recebeu um pergaminho para colocar os nomes e interceder em oração.

“Muitos são os testemunhos de retorno daqueles que estão com os nomes no pergaminho que as igrejas receberam. O “Presente de Amor” também motivou a estas decisões, mas continuemos sempre em uma vida de oração, nossos joelhos são fundamentais neste processo, pois adoramos e agradecemos Aquele que em oração resgatou toda uma humanidade na cruz do calvário”, destacou a líder da área na região, Leila Fiuza.

Liderança da igreja ora pelos amigos afastados. (Imagem: Alex Simões).

Juntamente com os 10 dias de oração aconteceu a caravana do projeto reencontro na região norte e centro-oeste do Amazonas. Com o foco em pessoas que um dia já fizeram parte da igreja mas se afastaram e deixaram de participar, a caravana teve início na última sexta-feira (07) na cidade de Novo Airão, região metropolitana de Manaus.

Caravana foi marcada por momentos de decisões ao lado de Jesus. (Imagem: Alex Simões).

O evento contou com a presença do pastor Neumoel Stina, ex-orador do programa A Voz da Profecia. Na ocasião, cinco pessoas retornaram para a igreja, expressando o compromisso com Deus através da cerimônia batismal. “Os 10 dias de oração desse ano são especiais porque além de orarmos também estamos em busca de resgatar pessoas. Estamos muito felizes ao vê-las retornando para os braços de Jesus”, afirmou o pastor Waldony Fiuza, presidente da igreja na região.

Alciete e André são casados há 18 anos e sempre fizeram parte da igreja adventista. Após alguns problemas pessoais, ambos se afastaram da igreja. Foram três anos difíceis, onde bebidas, festas e vícios fizeram parte da vida do casal. “Nos sentíamos muito fracos e sabíamos que estávamos errados”, explica Alciete. Os adventistas em Novo Airão sempre visitavam e oravam pelo casal. “Sentíamos as orações dos irmãos pelo nosso retorno”, confirmou André.

Alciete e André ficaram três anos fora da igreja e retornaram após a oração e o apoio dos irmãos. (Imagem: ACeAm).

Durante a caravana eles foram batizados após a decisão de retornarem para a igreja. “O momento do batismo é especial e único, estamos alegres e gratos por Deus não ter desistido de nós”, completou o casal. Cerca de 300 pessoas participaram do programa em Novo Airão. “Nós temos um carinho especial por essas pessoas e precisamos trazê-las de volta, porque queremos vê-las no céu conosco”, afirmou o pastor Hely Pacheco, secretário executivo na localidade.

Em Manacapuru, a cabeleireira Jaci Duarte também retornou para a igreja após dois anos afastada. “Tive problemas no casamento, parei de frequentar a igreja e comecei a ir a outra igreja denominação”, explicou. Após participar de uma reunião da igreja adventista no interior, Jaci decidiu voltar para os caminhos de Jesus. “Foram dois anos tristes da minha vida, pedia forças a Deus. Decidi voltar e os irmãos me apoiaram e oraram por mim. Hoje me sinto muito feliz”, expressou Jaci.

Pastor Neumoel Stina durante a caravana em Manaus. (Imagem: Alex Simões).

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox