Notícias Adventistas

Evangelismo

Projeto de duplas missionárias capacita evangelistas para primavera

O evangelismo "de par em par" é uma alternativa eficaz para estimular o companheirismo e a união no crescimento da Igreja.


  • Compartilhar:
Vigília de lançamento do projeto contou com pregações, músicas e batismos. (Foto: Sara Verneque)

Mais de 11%. Esse é dado referente ao número de brasileiros diagnosticados com depressão entre novembro de 2021 e fevereiro deste ano, de acordo com plataforma de vigilância em saúde do Ministério da Saúde (Pesquisa Vigitel). Diante desse cenário, é possível perceber que, dentre os desafios que surgem na vida dos jovens, além da busca por um propósito e de adversidades na área emocional, muitos são os obstáculos na caminha cristã. Com Nívia Carla, não foi diferente.

Aos 19 anos, depois de um período difícil em que teve que lidar com depressão, Nívia teve sua vida transformada. "Quando Jesus me encontrou, eu estava sentada dentro de um banheiro tomada por pensamentos ruins. Mas, naquela hora, Jesus mudou minha vida. Tratou minhas feridas, cuidou de minhas dores e traumas, e deu um propósito para minha vida: ajudar outras pessoas a encontrarem sua identidade em Jesus", compartilhou. Foi a partir disso que surgiu o Projeto Identidade.

Leia também:

"Quando eu conto a minha história, a outra pessoa se conecta com ela e quer conhecer o Jesus que eu conheço", declarou Nívia. (Foto: Sara Verneque)

Aos 24 anos, Nívia tomou a iniciativa e fundou esse projeto para compartilhar suas experiências e testemunhar. "Inicialmente, eu contava minha história, mas o projeto tem crescido de forma tão rápida que, após 5 meses, já conta a história de mais de 15 jovens", declarou. Atualmente, a iniciativa conta com ajuda de um grupo de jovens evangelistas que reúne mais de 25 colaboradores. Os voluntários do projeto compartilham suas histórias, assim como Nívia, testemunhando e pregando através de ações pouco convencionais, como cultos nas ruas das cidades, orações de madrugada e o evangelismo de porta em porta. "Acredito que nós precisamos contar nossa história, pois quando eu conto a minha história, a outra pessoa se conecta com ela e, através disso, quer conhecer o Jesus que eu conheço", completou ela.

Projeto Missão 70 tem como foco o evangelismo da primavera através de duplas missionárias. (Foto: Sara Verneque)

Projeto Missão 70

Para inspirar e capacitar voluntários como Nívia Carla, o projeto Missão 70 tem como foco o evangelismo da primavera através de duplas missionárias. Por isso, no dia 9 de julho, reuniu jovens, crianças, homens e mulheres, que estão dispostos a levar esperança para quem precisa através da mobilização "de par em par". O projeto foi lançado em Capim Grosso, no norte da Bahia, durante uma vigília que impactou a cidade.

O pastor Quirino Pimentel, diretor da Ação Missionária neste território e coordenador do projeto, afirma que esta é uma proposta missionária para um polo específico da Associação Bahia Norte, no caso, o polo de Capim Grosso. "Este polo engloba sete distritos, e a proposta é que cada distrito apresente setenta duplas missionárias, as mais bem treinadas, fardadas e motivadas. Cada uma dessas duplas será desafiada a dar cinco estudos bíblicos num período de três meses para preparar, pelo menos, duas pessoas para o batismo de primavera", declarou.

O evento contou com momentos de louvor, adoração, mensagens inspiradoras e decisões impactantes. Os batismos realizados durante a vigília foram resultados de ações promovidas por essa mobilização evangelista "de par em par", uma oportunidade de mostrar a importância e o papel das duplas missionárias para o crescimento da Igreja.

Batismos realizados durante vigília são frutos da ação missionária "de par em par". (Foto: Sara Verneque)