Notícias Adventistas

Evangelismo

Primeira Escola de Evangelismo Feminino reúne 75 mulheres

Evento reuniu mulheres líderes de departamentos para motivar e replicar os aprendizados a demais mulheres


  • Compartilhar:
Professora Jeanete (Divisão) e profa. Telma (União Central) visitando interessados (Foto: redação)

De 12 a 19 de março aconteceu na igreja central de Sorocaba, região Sudoeste de São Paulo, a primeira Escola de Evangelismo Integrado Feminino. O Ministério da Mulher da Divisão Sul-Americana, liderado pela professora Jeanete Lima e também responsável pelo treinamento, juntou as 75 líderes do Ministério da Mulher, Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM), Ministério da Criança e Ministério dos Adolescentes de todo o Brasil.

As participantes, líderes que estavam ali agora como alunas, foram treinadas, preparadas, para que elas pudessem replicar esse treinamento para demais mulheres de suas regiões. A ideia é mais mulheres tenham habilidades técnicas para realizar evangelismos.

Participantes, no período da manhã, em palestra (Foto:redação)

Pelas manhãs, as mulheres tiveram palestras, momento que foi chamado de escola. Às tardes, realizavam visitas a pessoas interessadas pela igreja e durante a noite, a igreja Central de Sorocaba recebia pessoas da comunidade para reuniões de louvor e adoração. Todas as mulheres presentes atuavam durante à noite recepcionando, tirando dúvidas dos visitantes, recebendo crianças com atividades diferentes das dos adultos, interagindo com quem assistia on-line, entre outras atividades.

Outros departamentos da Divisão Sul-Americana apoiaram o projeto, como o de Evangelismo, liderado pelo pastor Rafael Rossi. Os pastores distritais da Associação Paulista Sudoeste, campo que deu suporte para o acontecimento do evangelismo integrado feminino, bem como a administração local, também apoiaram e realizaram visitas durante o evento.

Para Jeanete Lima, esse evento foi importante para renovar o compromisso e a paixão desse grupo, as mulheres, no serviço que realizam. As mulheres agora voltam “mais preparadas e mais dispostas a prepararem outras mulheres”, reforça.

Ao final, 56 pessoas se decidiram pelo batismo.

Assista também: