Notícias Adventistas

A mulher que ensina a Bíblia através do WhastApp

Miriam Silveira participou do encontro de evangelistas realizado no início de fevereiro e resolveu arregaçar as mangas para evangelizar através das redes sociais.

Por Fabiana Lopes 15 de fevereiro de 2019

Miriam e o esposo, Leandro Silveira, com quem costuma ministrar estudos bíblicos (Foto: Arquivo pessoal)

Há 26 anos, a dona de casa Miriam Silveira e seu esposo, Leandro Moreira, costumam ensinar a Bíblia para familiares, amigos e até pessoas desconhecidas. Mas, quando souberam do desafio lançado para a igreja que frequentam de ministrar estudos bíblicos para, pelo menos, cem pessoas neste ano, o casal ficou preocupado.

O alvo faz parte do projeto Alcancemos e é direcionado a todas as congregações adventistas do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, em comemoração ao centenário da sede que administra a Igreja no Sudeste. “Fiquei pensando como faria para nossa igreja conseguir falar de Jesus para cem pessoas durante o ano”, afirma Miriam.

Leia também:

Naquele dia Miriam foi dormir pensando como faria para falar sobre Jesus para mais pessoas. Ao acordar na manhã seguinte, lembrou-se de que poderia usar sua rede social, o Facebook, pois sempre via inúmeras propagandas diariamente num grupo que participa. Ela resolveu fazer uma postagem oferecendo estudos bíblicos por WhatsApp.

A postagem foi feita no último dia 10 de fevereiro

Para surpresa dela, em dois dias, recebeu 31 pedidos de estudos bíblicos, até mesmo de pessoas que pediam para namorado, marido ou esposa. Deste total, quatro pessoas querem fazer o estudo pessoalmente e uma delas já visitou a igreja onde ela congrega.

A ideia de ministrar os estudos pela rede social está sendo útil para ela, que tem tempo hábil para conciliar as atividades da casa com o envio e correção dos estudos bíblicos. “As pessoas hoje em dia estão muito atarefadas, mas desta maneira elas podem tirar um tempo para estudar a Palavra de Deus”, comenta.

Preparando os estudos

Para preparar cada lição e enviar aos contatos, Miriam copia as perguntas e passagens do seu guia de estudo da Bíblia no celular e envia para cada contato devidamente cadastrado. Até o fechamento desta matéria, cinco pessoas já haviam respondido aos estudos.

A maioria prefere estudar via WhatsApp, mas alguns pedem o estudo e ainda enviam o telefone do marido, esposa ou namorado (a) para estudar a Bíblia também. Uma das alunas está gravida comentou que seria bom fazer o estudo pois isso a “deixaria mais calma”. Alguns ficam curiosos para saber qual a denominação de Miriam e pedem o endereço da igreja para visitar e conhecê-la pessoalmente.

Líderes recebem capacitação para ministrarem estudos bíblicos

Centenas de pessoas participaram do Treinamento de Evangelistas e Ministério Pessoal no Colégio Adventista de Campo Grande (Foto: Divulgação/ Associação Rio de Janeiro)

Miriam conheceu o projeto Alcancemos durante uma capacitação realizada no Colégio Adventista de Campo Grande, no Rio de Janeiro, que reuniu 550 líderes voluntários as áreas de Evangelismo, Ministério da Mulher e Ministério Pessoal no sul do estado. Das 313 igrejas e grupos da região, apenas uma ficou de fora do encontro, ou seja, uma participação de 99,9% de todas as igrejas. “Foi muito gratificante ver tantas mulheres e líderes envolvidos com a pregação do evangelho. As mulheres a cada ano têm participado mais ativamente nas frentes missionárias da igreja e isso é maravilhoso”, diz Débora Rodrigues, líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região sul do Rio de Janeiro.

O líder da Igreja Adventista para os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, pastor Maurício Lima, juntamente com sua esposa, Sara Lima, participaram do encontro com palestras e mensagens, além dos pastores da Associação Rio Sul, sede que rerepsenta a Igreja na região: Itamar Lelis Rodrigues (líder geral), Alexandre Carneiro (líder de Ministério Pessoal), Thiago Pillar (Coordenador de Interessados), Jefferson Dantas (Mordomia e Evangelismo), Alejandro Lopes (distrital da IASD Jardim Paulista) e a professora Janice Pareja (Ministério do Adolescente e da Criança).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox