Notícias Adventistas

Mulher é batizada após receber estudo bíblico via WhatsApp

Emanuelle é atleta e coleciona muitas medalhas, mas para ela a mais importante é a última que ganhou no seu batismo

Por Letícia Alves 27 de maio de 2020

Emanuelle começou a estudar a bíblia por estudos bíblicos enviados diariamente pelo WhatsApp

Com as mudanças que o novo coronavírus trouxe, a sociedade teve que se reinventar. A Igreja Adventista do Sétimo Dia no Paraná, mesmo com seus templos fechados, não deixou de atuar, e os membros continuaram a praticar o discipulado mesmo que de outras maneiras menos convencionais como o uso de redes sociais.

Dentro desse contexto que Emanuelle Gabriel, 40, atleta corredora, recebeu o convite para estudar a Bíblia. De família adventista, desde criança teve vínculo com a religião. Nos primeiros anos de escola estudou em instituições de ensino adventistas, por alguns anos participou da escola sabatina infantil aos sábados e nunca se esqueceu disso.

Mais tarde, mudou de escola e desde que saiu da Educação Adventista não teve mais contato com a igreja. Em 2019, ela começou a sentir um vazio e a falta de algo que lhe trouxesse esperança. Começou a frequentar uma outra igreja, foi batizada, mas começou a discordar de algumas atitudes e condutas na nova religião. Passou a lembrar de como se sentia quando criança. “Aquele amor que eu tinha na igreja, o que eu ouvi dos meus pais ficou bem guardado em mim,” expressa Emanuelle.

Em 2020, assim como muitas pessoas, diante desse período conturbado com menos contato pessoal, Emanuelle se viu em casa, isolada, com medo da ansiedade e da depressão se manifestarem. Foi quando um amigo, Ivo Erthal Filho, a chamou no Facebook e perguntou se ela aceitaria um estudo bíblico. Este seria feito via WhatsApp, Emanuelle aceitou. “Era o empurrão que eu precisava”, conta.

Leia também:

Entrega

Emanuelle e Ivo no dia em que ela tomou a decisão do batismo

Ela começou a estudar a Bíblia pelas lições que eram enviadas diariamente em seu aplicativo. Quanto mais estudava, mais queria conhecer. Na Semana Santa acompanhou todos os dias os sermões do Pr. Luis Gonçalves pela TV Novo Tempo. “Isso estava me fazendo muito bem. Aceitei receber a visita do pastor. Tomei minha decisão. Senti aquela mesma sensação que sentia quando criança. Foi maravilhoso aceitar Jesus na minha vida”, revela Emanuelle.

Outro ponto que pesou na sua decisão foi que desde que ouviu pela primeira vez o DVD do Arautos do Rei 50 anos, Emanuelle se sentiu diferente, os hinos mexeram com ela. “No final, o pastor disse que quem sabe Jesus ainda não voltou para nos buscar porque ainda espera que algumas pessoas nasçam ou renasçam novamente, todos os dias ele falava pra mim e sentia que Jesus estava esperando eu renascer e foi o que fiz”, relata.

No sábado, 2 de maio, com a presença de poucas pessoas, mas com a transmissão ao vivo pelo Facebook, Emanuelle Gabriel foi batizada e se tornou membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia no distrito Vila Rio Branco, na cidade de Castro, interior do Paraná. “Eu sou corredora há 2 anos e tenho muitas medalhas, mas a mais importante é a última que eu ganhei, quando corri aos braços de Jesus, aquela que ganhei no meu batismo”, comemora.

“O mais marcante foi que todo o trabalho de discipulado foi feito via WhatsApp, uma prova que quando nos dispomos a Deus como instrumentos Ele é fiel em fazer o restante de todo trabalho”, afirma Vitor Maciel, pastor adventista no distrito de Vila Rio Branco, na cidade de Castro.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox