Notícias Adventistas

Líderes debatem aplicação do ciclo do discipulado na Igreja

29 de janeiro de 2018

Pastor André Dantas apresentou, de forma prática, como acontece o ciclo do discipulado.

Santo Antônio de Jesus, BA …[ASN] Transformar novos convertidos em cristãos plenos, envolvidos em projetos missionários e capazes de cuidar de outros novos membros. O programa do Ciclo do Discipulado promete ser dominante em encontros diversos realizados com lideranças da Igreja Adventista do Sétimo Dia, nos estados da Bahia e de Sergipe. No último sábado, dia 27 de janeiro, na cidade de Santo Antônio de Jesus, a 187 km de Salvador, cerca de 500 líderes e oficiais da região sul do Recôncavo Baiano foram os primeiros este ano a entender a importância do projeto para o crescimento saudável da Igreja.

Com uma abordagem didática acerca das três fases do ciclo do discipulado, o pastor André Dantas, secretário da União Leste Brasileira, sede da Igreja Adventista para Bahia e Sergipe, ensinou sobre a proposta para os participantes. O pastor Dantas contou com o apoio do pastor Osmar Borges, líder de Ministério Pessoal e Evangelismo para o mesmo território.

Pastor Osmar Borges apresentou meios de como envolver novos convertidos em projetos missionários.

“Com o projeto do discipulado, vamos preparar os novos irmãos para fazer parte da missão da Igreja, cumprindo o que (a escritora americana) Ellen White falou ao dizer que todo verdadeiro discípulo nasce no Reino de Deus como missionário”, disse o pastor Dantas.

Em sua apresentação, o pastor Osmar Borges mostrou como envolver os novos convertidos em projetos missionários, através de uma exposição prática.

Como funciona o Ciclo do Discipulado

O Ciclo do Discipulado é desenvolvido em seis fases. Na primeira fase, o discipulador define quem será seu discípulo e o conduz ao estudo da Bíblia. Nesta fase, o trabalho do discipulador consiste nas seguintes tarefas:

  • Busca a direção do Espírito Santo sobre quem irá discipular.
  • Intercede pelo discípulo e por suas necessidades e salvação.
  • Cria com o discípulo vínculos de amizade.
  • Oferece ao discípulo literaturas, CDs, DVDs, etc.
  • Incentiva o discípulo a acompanhar os programas da TV Novo Tempo.
  • Dá ao discípulo os Estudos Bíblicos.
  • Ensina o discípulo a praticar e a testemunhar cada verdade aprendida.
  • Motiva o discípulo a praticar a devoção pessoal.
  • Estimula o discípulo a participar das atividades da Igreja, como: Pequeno Grupo, Classe Bíblica, Escola Sabatina, Cultos.
  • Ajuda o discípulo a tomar a decisão pelo batismo.

O segundo passo do discipulador é conduzir seu discípulo à Classe Bíblica. A ênfase aqui é levar o discípulo ao estudo e ao conhecimento de como poderá apresentar o conhecimento da Bíblia para outras pessoas. As atribuições nesta fase são:

  • Matricular e acompanhar seu discípulo à Classe Bíblica da Escola Sabatina.
  • Ajuda o discípulo a compreender, praticar e testemunhar cada tema estudado.
  • Leva o discípulo a tomar a decisão pelo batismo.

O terceiro passo ocorre quando a Igreja integra o novo membro, durante a cerimônia de batismo. Com esta abordagem, algo novo tem ocorrido durante as cerimônias batismais, com a entrega de material que será importante na jornada do novo convertido dentro da rotina da Igreja. Este passo consiste em:

  • Designar um discipulador, caso ainda não tenha, conforme os passos 1 e 2.
  • Orientar o discipulador a seguir os “compromissos do discipulador”
  • Indicar um Pequeno Grupo, caso ainda não frequente.
  • Apresentar o professor da Fase 2 do Ciclo do Discipulado.
  • Entregar o Kit do novo membro.
  • Presentear uma assinatura da lição da Escola Sabatina.

O quarto passo é dado quando o discipulador conduz seu discípulo à Classe do Ciclo do Discipulado – Fase 2. Nesta oportunidade, o discipulador:

  • Matricula o discípulo nesta Classe.
  • Estimula o discípulo a estudar semanalmente as lições.
  • Motiva o discípulo a aprofundar o conhecimento da Palavra de Deus e a obedecê-la.

O quinto passo é o momento em que o discipulador conduz seu discípulo à Classa do Ciclo do Discipulado – Fase 3. O papel do discipulador neste momento é:

  • Inscrever o novo membro nesta classe.
  • Incentivar o novo membro a estudar semanalmente as lições.
  • Encorajar o novo membro a descobrir e a usar seus dons espirituais e, a compreender seu papel no corpo de Cristo.

Por fim, acontece o sexto passo, encerrando o Ciclo do Discipulado, quando o discipulador leva seu discípulo a fazer um novo discípulo. O discipulador engaja o discípulo nas ações missionárias e evangelísticas da Igreja e o transforma em um novo discipulador. (Equipe ASN, Heron Santana)

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox