Notícias Adventistas

Lares, igrejas e colégios participam da Semana Santa na região sudeste de São Paulo

Por Isadora Schmitt 23 de abril de 2019

Pastor Oliveiros na Igreja Central de Diadema.

A Associação Paulista Sudeste (APSe) participou de forma efetiva da Semana Santa de 2019. A começar pela Educação Adventista, que este ano inovou e organizou duas programações:  uma para os alunos e outra para os pais. Em alguns colégios os próprios capelães realizaram as pregações e em outras unidades houve a presença de convidados. No Colégio de Jardim Utinga, por exemplo, a semana contou com a presença do líder de jovens e comunicação da APSe, o pastor Cândido Gomes. No período da noite os capelães falaram para os pais dos estudantes.

No Colégio Adventista de São Bernardo aconteceram quatro batismos relacionados à escola. Um aluno, uma mãe, um amigo da família e uma jovem que passou em frente à instituição e pediu orientação. “Muito pais decidiram estudar a Bíblia. Em toda a APSe, 851 pessoas assumiram este compromisso somando todas as unidades escolares. Foi uma grande benção”, declara o coordenador dos capelães da associação, pastor Ademar José Ferreira.

Alunos do Colégio de Jardim Utinga.

No distrito de Ferrazópolis, São Bernardo do Campo, a programação aconteceu nas igrejas e nos pequenos grupos. Duas pessoas foram batizadas e trinta decidiram receber estudos bíblicos.  “Foi muito bom o envolvimento da igreja. O filme Renascidos foi um fator muito importante para impactar as pessoas”, diz o pastor do distrito, Vanderlei Dias.

Desbravadores da Igreja de Jardim Canhema.

No distrito de Vila Nogueira, Diadema, os desbravadores da Igreja de Jardim Canhema coordenaram toda a programação no templo, além de três pequenos grupos em três lares diferentes. Ao todo foram 15 interessados em estudar a Bíblia. “A semana foi muito boa e abrangeu temas importantes para as pessoas irem à igreja. Houve uma comunicação entre o filme e a programação.  A Semana Santa é a maior semeadura para encontrar pessoas interessadas em estudar a Bíblia. O resultado reflete durante o ano. É o ponto de partida”, explica o pastor Berengar Dammann.

No bairro do Jardim Zaíra, na cidade de Mauá, um dos pontos de pregação foi a empresa de tecnologia e assistência técnica de computadores, propriedade do membro José da Silva. Mais de 15 interessados ouviram a palavra de Deus todas as noites no local. “Eu fico emocionando em ver um irmão abrir o seu estabelecimento para cumprir a missão. Ele não se preocupou com as suas coisas e com os riscos que o seu material de trabalho poderia correr. Deixou tudo de lado para pregar a palavra de Deus”, declara o pastor Virgílio Bezerra. Além do pequeno grupo na empresa de José, no distrito de Jardim Zaíra houve sete batismos e 25 pontos de pregação.

Pequeno Grupo em Jardim Zaíra.

De acordo com o evangelista da Associação Paulista Sudeste, pastor Robson Menezes, este ano os Pequenos Grupos foram envolvidos de forma mais efetiva na Semana Santa e, consequentemente, o número de interessados e de pontos de pregação foi significativo. As igrejas contaram com a ajuda de 30 teologandos e de dois professores de Teologia. “Na Semana Santa as pessoas estão mais abertas para momentos de evangelização. Foi uma benção e a resposta foi ótima. O nosso desafio agora é acompanhar e orientar os interessados para que eles estudem e aceitem a mensagem”, fala Menezes.

Durante a Semana Santa no ABC Paulista e Baixada Santista, 197 pessoas foram batizadas e 382 se decidiram pelo batismo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox