Notícias Adventistas

Igreja potencializará as três mensagens angélicas com livro mundial

"O Último Convite" estará disponível em mais de 50 idiomas e dialetos

Por Jefferson Paradello 10 de julho de 2021

Igreja Adventista pretende distribuir a obra em mais de 180 países (Foto: Loabim Vieira)

As três mensagens angélicas de Apocalipse 14, nos versos de 6 a 12, uma das bases da teologia adventista, serão o foco do livro distribuído pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em 2022. Intitulado O Último Convite, suas 79 páginas detalham a relevância dessa fração do texto bíblico para a humanidade e a esperança que existe para aqueles que a abraçam.  

A obra chegará no ano em que a denominação dará ênfase especial ao tema nos quatro cantos do globo, ressaltando principalmente a necessidade de voltar os olhos para a Bíblia, para a veracidade da criação, para a observância do sábado do quarto mandamento, e para a urgência de uma conversão verdadeira a Deus e aos propósitos divinos.  

Leia também: 

É uma mensagem adventista, mas para o mundo. Nós devemos anunciá-la para todos. As pessoas se perguntam: por que estamos aqui? Por que existe a morte? Nós temos as respostas para esse tipo de pergunta. Por isso, ele foi escrito para que as pessoas tenham esperança”, detalha o autor do livro, Clifford Goldstein.   

O objetivo da Igreja Adventista do Sétimo Dia é distribuir cópias da obra em mais de 50 idiomas e dialetos. Apenas na América do Sul, estima-se que serão entregues mais de 20 milhões de exemplares, em português e espanhol. 

Fortalecimento dos princípios bíblicos 

“Estamos vivendo em um tempo em que muitas pessoas têm questionado a veracidade da Bíblia, apontando para a desconstrução do princípio bíblico e a necessidade de construir uma nova filosofia. Isso atinge diretamente a religião e as famílias”, diagnostica o pastor Luís Gonçalves, evangelista da denominação para a América do Sul. “O conteúdo das três mensagens angélicas é como se fosse uma vacina com três doses doutrinarias, um remédio bíblico.” 

Também conhecida como tríplice mensagem angélica, os versos de 6 a 12 do capítulo 14 de Apocalipse tratam de um chamado de advertência ao mundo antes da segunda vinda de Cristo, as quais devem ser proclamadas por aqueles que aguardam Seu retorno.  

Mas como “traduzir” ou esclarecer um conteúdo tão específico, encontrado em um livro profético e que requer estudo aprofundado para entender seus simbolismos e significados? Para o diretor mundial do Ministério de Publicações da Igreja Adventista, pastor Almir Marroni, a forma e linguagem empregadas por Goldstein alcançam pessoas que não têm ou nunca tiveram contato com a Bíblia. Com o auxílio divino, sublinha ele, despertará muitas pessoas para o interesse em compreender a relevância do texto bíblico para a história humana. 

Para ampliar ainda mais o assunto, ao longo de seus 13 capítulos a obra conta com QR codes que direcionam para conteúdos complementares, além de proporcionar um caminho para esclarecer dúvidas via WhatsApp. 

Envolvimento necessário  

Em mais de 13 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul já distribuiu aproximadamente de 300 milhões de livros sobre saúde, família e vida espiritual. Seja nos grandes centros, na zona rural ou em qualquer lugar do planeta graças às versões digitais, suas bases bíblicas tem despertado o interesse de milhares de pessoas para conhecer profundamente a Deus e Seus propósitos. Veja todos os títulos aqui. 

Um desses exemplares chegou às mãos do aposentado Jair Antonio, no interior de São Paulo. Naquele dia, período de eleições, ele saiu de casa para votar. Enquanto aguardava na fila, uma adolescente lhe entregou um exemplar de A Maior EsperançaQuando recebeu, disse a si: “Era esse mesmo o livro que eu estava procurando.” 

Antonio foi batizado pelos pastores Stanley Arco (direita) e Luís Gonçalves como uma evidência do alcance dos livros (Foto: Gustavo Leighton)

Em uma ocasião, ao conversar com seu irmão, descobriu que um de seus amigos, Milton Moura, estava frequentando uma igreja, a qual parecia ser a Adventista do Sétimo Dia. Ao conversar com Moura, a informação foi confirmada. Antonio demonstrou seu interesse em frequentar as reuniões. 

Quando visitou a igreja pela primeira vez, o pastor perguntou se ele iria voltar. “Eu disse a ele que fui para ficar. Não queria ser um convidado. Fui para continuar. Fui decidido”, descreve.  

Milton estava estudando a Bíblia e em busca de uma denominação que lhe ajudasse a compreender a vontade de Deus. Momentos antes de ser batizado, disse ao pastor Luís Gonçalves, evangelista da Igreja Adventista para oito países sul-americanos e apresentador do programa Arena do Futuro, da TV Novo Tempo: “Achei o que eu procurava. Você não fala na televisão: ‘Chega mais perto?’ Cheguei.” 

Para entender mais sobre as três mensagens angélicas, assista: 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox