Notícias Adventistas

Igreja oferece aulas gratuitas de música para crianças carentes

Já são 15 os alunos que passaram no teste da Escola de Música de Brasília depois de treinarem na orquestra da igreja

Por Jenny Vieira 15 de junho de 2019

A orquestra é fruto do trabalho voluntário de um casal, desde 2015 e hoje conta com 18 instrumentistas (Foto: Divulgação)

Quem vai à igreja adventista, localizada na quadra 423 de Samambaia Norte, aos sábados pela manhã, pode acompanhar o louvor ao vivo, apresentado por uma orquestra com 18 instrumentistas, resultado de um trabalho voluntário que tem sido realizado no local, há mais de quatro anos. “Nós começamos com cinco alunos, que faziam aula de flauta doce, em 2015. Aos poucos, mais crianças foram se interessando e o grupo começou a crescer. Hoje temos nove instrumentos diferentes e 18 pessoas em nossa orquestra”, conta Maria Rita de Lima, uma das líderes do projeto.

Rita e o esposo, Daniel Lima, tiveram a ideia do projeto porque sempre admiraram a música sacra ao vivo dentro das igrejas. No início, o intuito era apenas ensinar a teoria musical e dar aulas de inicialização à música para quem tivesse interesse, começando sempre pela flauta doce. No entanto, a idealização tomou proporções maiores. “Eu pensava em deixar os alunos no nível de darem conta de tocar na igreja com a flauta doce. Mas aí a Ritinha me convenceu de que precisávamos fazer o ‘serviço’ completo”, relembra Lima. Foi assim que deram início à segunda fase do projeto, ensinando outros instrumentos de interesse das crianças.

A estratégia funcionou, mas para conseguir recursos que possibilitassem a compra de instrumentos, cadeiras e suportes de partitura para serem usados na igreja, não foi fácil. “A maioria das crianças vem de famílias carentes. A orquestra serve sobretudo para acolhê-las e ajudá-las no desenvolvimento pessoal. Diversas vezes já ajudamos essas crianças com roupas e sapatos. Outras vezes, pegamos as doações de roupas e fazemos um bazar. O dinheiro arrecadado, usamos para comprar instrumentos e outras coisas que a orquestra necessita”, explica Rita.

Hoje, a orquestra é composta por três violoncelos, seis violinos, duas violas, duas flautas transversais, dois clarinetes, um baixo elétrico, um violão, um teclado e um fagote. As aulas de música e ensaios, acontecem aos sábados e domingos. Dos 18 alunos que fazem parte da orquestra da igreja, 15 já fizeram o teste para a Escola de Música de Brasília e passaram.

Todo os alunos passam seis meses aprendendo a teoria musical com a flauta doce. Somente depois começam a estudar o instrumento desejado (Foto: Divulgação)

Kamila Simões, 12, era uma das adolescentes que estava desanimada com a igreja. Ao receber o convite para fazer aulas de música e participar da orquestra, resolveu experimentar algo que era novo para ela. Quem também se empolgou com a novidade foi a mãe, Cleidiane dos Santos, 35. Juntas, passaram a frequentar as aulas, ensaios e logo já estavam tocando na igreja. Apaixonadas pelo novo conhecimento, resolveram fazer o teste para a Escola de Música de Brasília e passaram. “Antes era eu quem ficava cobrando para a Kamila ir à igreja. Hoje é ao contrário, ela que fica falando ‘olha hora, mãe!’. Ela também tem melhorado as notas na escola. Recebi elogios quando fui buscar o boletim”, comemora Cleidiane.

O trabalho voluntário de Daniel e a esposa, ocupa boa parte de seu tempo tanto no final de semana, quando durante. Contudo, os resultados tem sido satisfatórios para o casal. “Hoje não somos só nós quem trabalhamos. Os alunos que já estão há mais tempo na orquestra também passaram a dar aulas para os mais novos. Já temos uma orquestra consolidada, mas que ainda tem muito a crescer”, conta Lima.

Segundo ele, a motivação era interior. “Eu tinha certeza de que música ao vivo seria algo muito bom para a igreja. Por isso não desisti, mesmo sendo muito difícil dar continuidade”, relembra. “A orquestra tem sido também um meio de evangelização para nossa igreja. Muitas crianças se interessam primeiro pela música e depois acabam fazendo amizade e conhecendo a igreja. É um projeto abençoado e guiado por Deus”, completa Rita.

A orquestra se reúne aos sábados, das 14h às 16h00 e aos domingos, das 16h às 19h.

O grupo se reúne para ensaios aos sábados e domingos (Foto: Divulgação)

Para ajudar financeiramente o projeto, faça sua doação e envie o comprovante para o e-mail: plimadaniel@gmail.com.

Agência: 2403

Operação: 013

Conta Poupança: 14253-9

Caixa Econômica Federal (CEF)

Titular: DANIEL PEREIRA DE LIMA

Siga o projeto nas redes sociais: @orquestra423

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox