Notícias Adventistas

Fevereiro tem recorde de batismo no Tocantins

Oração intercessora leva mais de 100 pessoas ao batismo, o dobro do mesmo mês no ano anterior

Por Fernanda Silva 28 de fevereiro de 2020

Reencontro encerra serie de evangelismo (Fotos: Fernanda Silva)

No mês de fevereiro a igreja adventista no Tocantins recebeu mais de 100 novos membros. Isso, em consequência de um movimento de oração intercessora que aconteceu durante os  10 dias de Oração somados ao programa Reencontro. A temática escolhida pela campanha foi “Resgatados” com o objetivo de interceder, alcançar e acolher os membros que estavam afastados da igreja. Para isso, as igrejas locais promoveram reuniões de oração nas madrugadas, serenatas, visitações nas casas e tantas outras atividades.

O pastor Edward Heidinger, que atua como secretário da igreja adventista para oito países da América do Sul, argumenta que a união do movimento dos 10 Dias de oração com o programa reencontro surgiu ao entenderem o que fez com que pessoas que estavam afastadas voltassem para a igreja. “Conversamos com várias pessoas que tinham voltado para igreja e perguntamos qual foi o principal motivo delas retornarem, todos afirmaram ter retornado porque sabiam que tinha alguém orando por ela”, explica o pastor Heidinger.

A proposta rendeu muitos frutos, e o encerramento dos 10 dias de oração com o Reencontro contou com muita celebração, louvor, testemunhos e batismos. Os membros da igreja adventista no Tocantins puderam vislumbrar o poder da oração intercessora.

Testemunhos

Muitos amigos que estavam afastados compareceram ao culto de reencontro (Fotos: Fernanda Silva)

De volta ao lar

Na cidade de Augustinópolis durante a manhã no culto a Izabel se emocionou ao ver todas as pessoas afastadas participando do culto na igreja. “Estava orando por 6 pessoas afastadas, todos os dias eu mandava o vídeo dos resgatados, fui na casa, convidei, e hoje está aí a prova, todos vieram” , emociona-se Izabel. Além de orar pelos afastados Izabel também estava intercedendo por uma família que ainda não conhecia a igreja e ao final dos 10 dias ofereceu estudo bíblico, a família aceitou e eles vão iniciar o estudo da bíblia com ela.

Perseverar em oração

Outra intercessora que também teve suas preces atendidas foi Marli Pires, 63 anos. Ela orava há mais de 12 anos por seu esposo. E no programa reencontro ela teve a oportunidade de ver o seu esposo entregando sua vida a Cristo por meio do batismo. “Estou muito feliz, meu esposo está muito feliz. Deus mudou as nossas vidas” afirma Marli com entusiasmo.

Resgate da morte

Jovem se emociona no momento do batismo (Fotos: Fernanda Silva)

Pr. Matheus batiza Taís e sua mãe (Fotos: Fernanda Silva)

Na vida de Tais Magalhães não foi diferente. Desde a infância ela frequentava a igreja e na juventude se afastou. Por inúmeros problemas emocionais, Taís chegou ao ponto de desejar tirar a própria vida. “Eu tinha decidido que não queria nem saber de Deus, eu não tinha mais vontade de viver, tinha um vazio muito grande no meu coração” descreve ela. Após 11 anos desvinculada da igreja Taís recebeu a visita dos amigos adventistas e isso mudou toda a sua história. “Naquele dia eu queria tirar a minha vida. Então a tarde chegaram pessoas queridas que há muito tempo não iam na minha casa. Mais tarde outro grupo veio fazer um culto de pôr-do-sol comigo, disseram que estavam orando por mim e me convidaram para ir a igreja”, testemunha Taís.

Alegria de Taís após o batismo (Fotos: Fernanda Silva)

As visitas que Taís recebeu faziam parte do roteiro do movimento dos 10 dias de oração que incluem 10 horas de jejum. Dali em diante Taís aceitou o convite dos amigos e passou a ir todos os dias para os cultos de oração, e em uma das pregações do pastor Gilson Magalhães, ela teve a certeza da decisão que deveria tomar. ” Tive certeza que não tinha mais o que esperar, que era o momento de eu voltar” conta Taís. E no reencontro ela e sua mãe foram batizadas. “Agora o que eu sinto é paz, agradeço a Deus e a todos os irmãos que oraram por mim. Eu foi resgatada” conclui Taís.

Ao todo o estado durante o mês de fevereiro o estado do Tocantins recebeu mais 116 novos membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, sendo que 42 foram de adventistas que estavam afastados e 74 de novos membros.

Celebração Resgatados

Gurupi e entorno

Na região sul do estado do Tocantins o reencontro contou com presença do presidente da Igreja Adventista no estado do Tocantins, pastor Richard Figueredo que foi o orador. O evento reuniu 450 pessoas no Auditório do Colégio Adventista de Gurupi, dentre os presentes estavam mais de 100 ex adventistas e estudantes da bíblia. Sendo uma delas Jade, que atua como repórter da Bandeirantes e foi enviada para cobrir o evento. Ela estava afastada, mas durante o programa decidiu que queria retornar para igreja adventista. Ao final da programação a repórter foi surpreendida com uma homenagem feita para ela pelos alunos da escola adventistas em  comemoração ao dia do repórter. Além da mensagem o roteiro do programa contou com louvores e o batismo de quatro pessoas.

Augustinópolis e entorno

Já no extremo Norte o reencontro reuniu quase 800 pessoas em  Augustinópolis. A celebração foi contou com a presença do secretário da Igreja Adventista do Sétimo Dia para 8 países da América do Sul, pastor Edward Heidinger, o secretário da Igreja Adventista do Sétimo Dia em toda a região Centro Oeste do Brasil, pastor Matheus Tavares e o secretário do da igreja Adventista do Sétimo Dia no Tocantins, pastor Regerson Molitor que juntamente com os pastores distritais batizaram 29 pessoas. Ainda teve a participação do cantor Luiz Claudio que levou por meio de canção mensagem inspiradoras. O encontro fechou uma jornada de 10 dias de evangelização que estavam acontecendo com o pastor Gilson Magalhães, evangelista da Igreja Adventista no Centro Oeste do Brasil.

Para o pastor Matheus Tavares o Reecontro tem total relação com o tema estabelecido para esse ano em toda a região Centro Oeste Brasileira.”O processo para formar uma geração missionária é esse, primeiro eu oro, me comprometo, me preparo, e depois vou procurar alguém para ser meu novo discípulo. Durante os 10 dias de oração e o reencontro a igreja saiu de forma ativa buscando outras pessoas que estavam afastadas” explica o pastor. “Esse será um ano de bênção” finaliza Matheus empolgado.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox