Notícias Adventistas

Famílias são amparadas por projetos sociais no Sul do Pará

Ações solidárias acontecem em todo o campo da Associação Sul do Pará.

Por Rayanne Sousa 13 de abril de 2021

Cesta básica sendo entregue pelos membros da Igreja Adventista. [Foto: cedida]

As ações sociais no Sul do Pará têm se intensificado a fim de levar alimentos para pessoas em situações de vulnerabilidade. Com as incertezas que rodeiam o mundo, muitas famílias não têm alternativas ao não ser pedir por alimentos para garantir uma refeição para a família.

 

Uma pesquisa realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), indica que cerca de 19 milhões de pessoas passam fome no Brasil. Estima-se que cerca de 55,2% dos lares brasileiros sofrem com alguma precariedade alimentar.

 

Parafraseando a escritora Ellen G. White, no livro Testemunhos Seletos, por toda parte, em nosso redor, vemos miséria e sofrimento: famílias com falta do necessário, crianças a pedirem pão. …O clamor dos pobres chega até aos Céus. Deus vê e ouve. (Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 36.)

 

Pensando nisso, a Ação Solidaria Adventista (ASA), realiza projetos com o intuito de amenizar e suprir as necessidades de algumas famílias no campo da Associação Sul do Pará. Cida Reis, Diretora Distrital da ASA, conta que o sentimento de realizar essas ações é de imensa gratidão, “nós não fazemos isso para querer se exibir, mas nos fazemos porque amamos, não eu, mas toda a minha equipe. Nós gostamos de ajudar quem está precisando”.

 

Para Cida, além de ajudar ao próximo, essas ações fazem com que a Igreja Adventista do Sétimo Dia se torne conhecida como a igreja solidaria, “nos temos um trabalho contínuo, que é a distribuição do sopão. Todos os sábados escolhemos a igreja de um bairro, e todas as famílias que já estão cadastradas na ASA do local, são visitadas e informadas da ação que irá acontecer. Levamos até a igreja e entregamos para aquelas famílias, e ao entregarmos o alimento físico estamos também entregando o alimento espiritual, através das músicas e das nossas orações”, explica.

 

O líder do Ministério de todo o campo da ASPa, Pastor Fábio Tavares, relata como as ações acontecem, “as ações solidarias realizada aqui no campo, além de alimentos, nós também prestamos auxílio como transportes, remédios e entre outros meios. De forma mais específica, entre os meses de fevereiro e abril, nós atuamos nas famílias que sofrem com as enchentes que sempre ocorrem aqui na região, levando alimento e itens de necessidade básica”, declara.

 

“O projeto principal do nosso campo, chama-se Famílias Conectadas, o nosso objetivo principal é a conexão com Deus, e isso acontece através da oração, do estudo da palavra e da nossa fidelidade. Mas para que estejamos conectados verdadeiramente ao Senhor, isso engloba o nosso amor ao próximo e no cuidado um com o outro. Nos somos chamados a sermos mãos ajudadoras, e não tem como eu me conectar com Deus e esquecer do meu irmão que está passando por necessidade”, finaliza Tavares.

Entrega de cestas nos abrigos em Marabá. [Foto: cedida]

Alimento Espiritual

 

O ano de 2020 foi marcado por diversos setores fecharem as portas por conta da pandemia do novo Corona vírus. Além de todas as ações solidárias realizadas no campo da ASPa, foram realizadas também diversas transmissões de cultos online. Foram alcançadas mais de 500 mil visualizações no canal do Youtube e da página do Facebook Adventistas Sul do Pará.

 

Visando a preservação dos membros e amigos da igreja, os cultos que ocorrem às quartas-feiras, domingos e aos sábados foram reprogramados para os interessados assistirem de suas casas e evitarem a propagação do vírus.

 

Mesmo com as igrejas de portas fechadas, foram mais de 700 novos alunos estudando a bíblia através do robô da Esperança e mais de 5 mil novos batizados.

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox