Notícias Adventistas

Evangelismo do Calvário mobiliza para salvação e serviço nas comunidades

Na Bahia e Sergipe, pastores e voluntários estão conduzindo mais de 1700 locais de reuniões.

Por Heron Santana 17 de abril de 2019

Abertura do evangelismo foi marcada por decisões pessoais pelo batismo (Fot: Divulgação)

Os dados da abertura do evangelismo da Semana Santa “Renascidos” animaram administradores, líderes e pastores da União Leste Brasileira (ULB), sede da Igreja Adventista do Sétimo Dia para Bahia e Sergipe. No último fim de semana, 123 batismos foram realizados nas cidades de Camaçari e Dias D’Ávila, polo industrial da Grande Salvador que acolhe as equipes dos escritórios da sede para os dois Estados nordestinos e também da Associação Bahia, sede adventista para a Região Metropolitana da capital baiana.

“O dado é uma demonstração de que Deus está agindo através de sua Igreja”, reforça o pastor Manoel Chaves, líder de Ministério Pessoal da Igreja Adventista para Bahia e Sergipe – área que cuida do treinamento e mobilização missionária. Para além do resultado do batismo, o líder ressalta a capacidade de mobilização desse tipo de evangelismo proporcionado pelo período da Semana Santa, em que há um engajamento dos membros por meio de um processo envolvendo planejamento, serviços para as comunidades, relacionamentos com os moradores dos bairros e envolvimento pessoal na evangelização.

Leia também:

É uma percepção sustentada pelos dados. De acordo com o departamento de Ministério Pessoal da União Leste Brasileira, durante a Semana do Calvário, mais de 1,7 mil pontos de pregação estão atuando em cidades baianas e sergipanas. A iniciativa conta ainda com a atuação de mais de dois mil pequenos grupos, que levam convidados para as casas em um contato ainda mais informal e próximo de amigos, familiares e vizinhos.

Veja dados gerais no infográfico abaixo:

Infográfico mostra como o Evangelismo do Calvário mobiliza para salvação e serviço nas comunidades 

A vocação para servir como pregador durante a semana mobilizou 1.218 evangelistas voluntários. Além disso, a Faculdade Adventista da Bahia, de modo geral, e o Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (Salt), em particular, ofereceram a contribuição da área acadêmica para o evangelismo. Do Salt, que cuida da formação dos pastores, 270 estudantes de Teologia foram mobilizados para o Evangelismo da Semana Santa. E 11 professores se espalharam por várias cidades para pregar o Evangelho.

Feiras de saúde contaram com apoio da ADRA e de estudantes das áreas de saúde da Faculdade Adventista da Bahia (Foto: Divulgação)

O serviço à comunidade foi representado especialmente pelas feiras de saúde. Os dois Estados relataram a realização de 109 feiras de saúde, oferecendo serviços diversos para os moradores. O ambulatório móvel do escritório da ADRA Brasil na Bahia esteve presente em algumas dessas ações. Destaque também para os estudantes dos cursos de saúde da Faculdade Adventista da Bahia, que participaram como voluntários.

“O envolvimento da igreja com a comunidade é algo dinâmico, que provoca reação nas pessoas nessa época tão especial”, afirma o pastor Stanley Arco, presidente da Igreja Adventista para Bahia e Sergipe. Para o pastor Manoel Chaves, que coordena a campanha ao lado do pastor Osmar Borges, líder de Evangelismo da União Leste Brasileira, os dados reforçam que a Igreja consegue ver o evangelismo como um processo, e não como um evento isolado. “A maior participação por parte de cada membro e a integração dos diversos departamentos nesse processo revelam a força da unidade pela qual Cristo orou ao Pai (João 17) e definiu como imprescindível para o cumprimento da missão”, salienta.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox