Notícias Adventistas

Evangelismo

Encontro reúne líderes de igrejas e lança projeto missionário para o próximo quinquênio

Vem Comigo é o novo projeto missionário para os próximos cinco anos


  • Compartilhar:
Mais de 300 pessoas participaram do Encontro de Equipes Distritais de Evangelismo da ARF

No último domingo, 27, o auditório do Colégio Adventista de Itaboraí foi palco para o Encontro de Equipes Distritais de Evangelismo da Associação Rio Fluminense, ARF. O evento reuniu mais de 300 pessoas a fim de motivar e reafirmar o compromisso desses líderes que atuam como voluntários nas igrejas locais.

Na ocasião foram relatados testemunhos como o de Itamar Oliveira, que trabalha no Sistema Brasileiro de Televisão e utiliza as oportunidades que tem para declarar sua fé. “Hoje existe uma Igreja Adventista do Sétimo Dia no SBT e essa igreja sou eu”, declarou  Oliveira, que deixou ao público a mensagem de que não importa aonde se está, é preciso anunciar o evangelho.

Itamar Oliveira trabalha na TVS e é um testemunho vivo na empresa
Vem Comigo

Durante o encontro o presidente da ARF, pastor Geovane Souza, lançou o programa de evangelismo proposto pela União Sudeste Brasileira, USeB, a ser realizado nos próximos cinco anos nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.

“Desde o início do mundo até agora uma frase que vem acompanhando a história do planeta tem impressionado as pessoas que têm sido convidadas para ter um encontro real com Jesus. Esse é o convite que nós precisamos fazer em nossos dias até Jesus voltar e o lema é Vem Comigo e vamos, juntos, escrever uma nova história em nosso território”, enfatizou Souza.

Pastor Geovane apresentando o projeto Vem Comigo, que engloba cinco importantes metas que auxiliam o crescimento da igreja

Vem Comigo é um convite de engajamento na missão de ensinar sobre Jesus a todas as pessoas, usando metas estratégicas que auxiliam no crescimento da igreja.

As metas: (1) que cada membro tenha e estude a Lição da Escola Sabatina; (2) ver uma comunidade cada vez mais pastoreada através das unidades de ação da Escola Sabatina e dos Pequenos Grupos; (3) ter mais instrutores bíblicos e duplas missionárias; (4) ter mais interessados estudando a Bíblia; e (5) multiplicar o número de discípulos fiéis.