Notícias Adventistas

Emoção e testemunhos marcam encontro do Projeto Mel na Serra Gaúcha

Encontro reuniu mais de 300 mulheres das cidades da região

Por Douglas Pessoa 2 de julho de 2019

Batismos marcaram o encontro em Caxias do Sul

Lenços de cor amarelo, cadeiras alinhadas e um banner na qual parece uma mulher ao lado de uma representação artística de Jesus. Esse foi o cenário encontrado pelas 450 mulheres que participaram de um encontro em um hotel no interior de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, no último sábado de junho. A reunião, que celebrou os trabalhos missionários que as mulheres adventistas fazem através do Projeto Mulheres Evangelizadoras Levando Luz (Mel) nas cidades da região, também contou com momentos musicais, batismos e uma cerimônia de investidura.

O encontro teve início nas primeiras horas de sábado e teve a participação de líderes do Projeto Mel e do Ministério da Mulher nos escritórios que cuidam da IASD no RS e em toda Região Sul. As mulheres presentes puderam ouvir testemunhos de colegas sobre como o projeto e como o envolvimento com evangelismo tem feito a diferença na vida das pessoas. Ana Veiga, que é diretora do Ministério da Mulher para a Serra Gaúcha, explica que o encontro do último sábado faz parte de um sonho que era acalentado desde 2018. “Esse projeto aqui era um sonho desde o ano passado. Nossa proposta é promover a união delas e instruí-las no discipulado. Tudo isso colocando em prática os princípios de comunhão, relacionamento e missão”, explica.

Resumidamente, Ana mostra que todo o objetivo do projeto Mel é aproximar pessoas de Deus e umas das outras. Essa opinião é compartilhada por Denise Lopes, líder do Ministério da Mulher para os três estados do Sul. “Quando você reúne um grupo maior de pessoas você consegue mostrar que existem outras mulheres que participam do Mel. O compartilhamento de ideias e testemunhos faz a diferença na motivação do grupo”, afirma. Denise também ressalta a importância do testemunho no processo de discipulado. “O primeiro papel do testemunho é honrar o nome de Deus e mostrar que nós somos instrumentos dele. Em segundo lugar faz com que a gente perceba que Ele usa pessoas comuns e, muitas vezes, faz com que a gente se identifique com aquela história que está sendo contada”, exemplifica.

Mulheres participaram de uma cerimônia de investidura

O encontro também foi marcado por uma cerimônia de investidura. Um grupo de mulheres, que já possui o lenço característico do Projeto Mel, colocou o tecido no pescoço das outras. Isso confirmou o reconhecimento da igreja pelo empenho delas neste ministério. “A cerimônia de investidura acontece após o momento de treinamento. O objetivo também é dar a elas o senso do compromisso. Ou seja, ele materializa o comprometimento delas com Deus e seu ministério. Lógico que minha ligação com Ele será manifestada pela minha vida através do envolvimento com a comunhão, com o relacionamento e com a missão”, explica.

Momentos de descontração também marcaram o encontro feminino. Através de sorteios algumas participantes ganharam livros e CDs cristãos no decorrer da programação. Uma palestra com a psicóloga Jamile Zinn chamou a atenção delas para as diferenças de comportamento entre homens e mulheres, além de oferecer dicas sobre o cuidado com a família e a vida conjugal.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox