Notícias Adventistas

Curso intensivo potencializa prática e técnicas de evangelismo

O projeto Evangelismo-Escola retoma conceitos e técnicas do trabalho evangelístico de forma prática

Por Mauren Fernandes 8 de fevereiro de 2019

Os mais de 70 pastores da região do Planalto Central reunidos no escritório sul-americano da Igreja Adventista. (Foto: Arquivo pessoal)

Mais de 70 pastores adventistas da região do Distrito Federal participaram da semana de Evangelismo-Escola em Brasília, um projeto da Igreja Adventista na América do Sul que retoma conceitos fundamentais dos programas de evangelismo. A ideia consiste em, por meio de aulas, reciclar conhecimentos sobre o tema e coloca-los em prática, tudo no mesmo dia. Oito cultos especiais para a comunidade fazem parte da iniciativa, que acontece durante o ano em todos os países da Divi.

À frente do Evangelismo-Escola está o líder sul-americano do departamento de Evangelismo, pastor Luís Gonçalves, que também ministra os cultos. Ele e outros pastores líderes da igreja na região ministram aulas pela manhã, que são seguidas por tardes de prática com visitas missionárias a interessados em estudar a Bíblia.

Dentre os assuntos que foram resgatados no projeto, relembrou-se a importância de engajar a igreja a dar estudos bíblicos. Com a potencialização da internet, da TV e Rádio Novo Tempo, membros e até pastores focaram nessas tecnologias e passaram a dar pouca importância ao contato pessoal. Segundo Luís, o trabalho da comunicação deve ser entendido como a ferramenta de entrada, e não de permanência. “Tais meios de comunicação tem seu papel macro, mas o cirúrgico, o que leva a pessoa a tomar a decisão, é o trabalho pessoal”, adverte.

Outro ponto frisado nas aulas foi a necessidade de tornar os cultos mais inspiradores e evangelísticos. “Hoje as pessoas assistem à TV Novo Tempo, veem tudo muito bonito e organizado, e quando chegam à igreja tem um choque de realidade”, analisa Luís. A proposta apresentada aos pastores sugere que os cultos sejam preparados da melhor forma desde a recepção até o pregador.

Para o líder, essa é uma oportunidade de resgatar a figura do pastor evangelista. “Nós sabemos que os pastores estudaram sobre evangelismo na faculdade, mas muita coisa se perde no meio do caminho. É preciso se atualizar e nada melhor que participar de um evangelismo na prática”, explica Luís. Empolgado, ele repete inúmeras vezes que “não basta ser pastor adventista, tem que ser pastor evangelista!“.

Confira as impressões de alguns pastores que participaram do projeto:

“O Evangelismo Escola é importante porque a gente entende que o evangelho precisa ser organizado. A expansão do Reino de Deus precisa ser estudada, precisa ser compreendida. Embora precisemos muito mais da presença do espirito santo, é importante reconhecer as técnicas que deram certo. Então, aqui nós buscamos o Espírito Santo mas também o aprendizado.” Pr. Homero Nascimento (Escola Adventista do Gama)

“Nós estamos sempre envolvidos com essas atividades, mas o evangelismo escola vem avivar nossos projetos e sonhos. Também nos ajuda a organizar o processo de evangelismo para chegarmos ao objetivo comum, que é a proclamação do evangelho, salvação de almas e exaltação de Jesus Cristo.” Wherbeti Monteiro (Distrito de Santa Maria Sul)

“Aqui aprendemos a lidar com a igreja, como resgatar o sentimento missionário dos membros, a importância da organização, bem como técnicas de pregação e valorização das pessoas. O evangelismo acontece desde a recepção, passando pela pregação até o momento de se aproximar das pessoas, sem se preocupar em como ela está vestida ou que estilo de vida leva. Evangelismo é se interessar pelo coração da pessoa, assim como Jesus fazia.” Pr. Jim Galvão (Igreja Central de Brasília)

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox