Notícias Adventistas

Evangelismo

Como auxiliar alguém que retornou à igreja?

Iniciativas da Igreja Adventista incentivam o acolhimento de amigos que deixaram de frequentar os templos.


  • Share:
Demonstrar interesse pelo outro é um dos fatores que contribuem para que pessoas retornem à igreja (Foto: Shutterstock)

Números levantados recentemente pela Secretaria da Igreja Adventista na América do Sul revelaram uma realidade a respeito da evasão de membros algum tempo depois de seu batismo. Os dados levaram a denominação a agir formalmente com o intuito de reduzir essa situação.

O Evangelismo Integrado Reencontro nasceu da necessidade da Igreja de buscar esses amigos que, por algum motivo, deixaram a fé adventista. Além de se aproximar dos que se afastaram da comunidade, o objetivo do projeto é, também, incentivar o cuidado dos membros efetivos para com estes “re-conversos”.

Leia também:

O projeto, que acontece, de fato, no templos locais, possui três etapas e começa com a preparação. Para começar, a secretaria do grupo ou igreja faz uma atualização na lista dos membros, identificando quem são as pessoas que não estão mais frequentando regularmente os cultos e precisam ser reconectadas.

“A partir disso, os nomes são distribuídos de forma estratégica entre todos os membros, que decidem se vão se reconectar através de uma visita, ligação, mensagem ou mesmo um convite para participar de um Pequeno Grupo”, explica o pastor Joni Oliveira, secretário assistente da Igreja para oito países da América do Sul. Ainda na primeira etapa, um movimento de oração intercessora acontece em favor das pessoas que serão contatadas.  

Na etapa de execução, acontece o evangelismo nas igrejas, com cultos especiais que podem acontecer ao longo de uma semana, três dias ou o que for melhor para a realidade local. Uma semana especial também é transmitida pela TV e Rádio Novo Tempo, e em todos os canais oficiais da Igreja Adventista na internet, com sermões especiais, músicas e testemunhos (confira detalhes sobre essa programação ao longo deste conteúdo).

Para finalizar a execução do projeto, uma celebração ocorre na igreja local, reunindo o Ministério da Recepção, Escola Sabatina, Ministério Jovem, Ministério da Mulher, entre outras frentes. O objetivo é oferecer um ambiente acolhedor neste dia especial.

A última etapa do Evangelismo Integrado Reencontro consiste em envolver os membros resgatados no discipulado. “Após o retorno desses amigos queridos, a melhor maneira de conservá-los entre nós é os envolvendo na missão, atuando em projetos da igreja”, explica Oliveira.

Semana especial

Uma das estratégias do Reencontro é a realização de uma semana especial, que envolve os Ministérios de Evangelismo, Comunicação e Secretaria da Igreja Adventista na América do Sul. Neste ano, por exemplo, durante sete dias o pastor Josanan Alves, diretor do Ministério de Mordomia Cristã da sede sul-americana adventista, traz mensagens e histórias reais com o tema “Restaurados”, pela TV Novo Tempo e de todos os canais oficiais da denominação nas redes sociais.

“Muitas vezes, a Novo Tempo é a porta de retorno na vida daqueles que saíram e que não tem coragem ou não tem mais vontade de ir a uma igreja, mas estão dispostos a assistir um culto pela Novo Tempo na sua própria casa”, reforça Oliveira. Para assistir aos programas que já foram ao ar e os próximos que virão, acesse ntplay.com

Veja o vídeo promocional da semana:

Acolhimento na prática

Saiba como agir de forma prática ao receber alguém que esteve longe da igreja.

Seja coerente. Segundo o pastor Joni Oliveira, antes mesmo de ir ao encontro de alguém que se ausentou da comunidade religiosa, é preciso viver uma vida cristã coerente. “Essas pessoas querem encontrar uma igreja que seja coerente na vida espiritual e na fé prática”, pontua.

Acolha-o com amor. Talvez, os últimos tempos da vida desse amigo que acaba de retornar não tenham sido fáceis. Por isso, esse é o momento de acolhê-lo sem julgamentos, apenas ouvindo suas dores e suas conquistas, oferecendo carinho e amor. O que acha de marcar um almoço e convidá-lo? Ou praticar exercícios físicos com essa pessoa? Aproveite para criar conexões reais.

Faça-o ser útil. Uma boa forma de ajudar uma pessoa reconvertida é fazendo com que ela se sinta útil. Que tal convidá-la para atuar no clube de desbravadores? Ou no Ministério da Recepção, por exemplo? Ou no ministério de louvor? Descubra qual são os seus dons e talentos, e ofereça oportunidades para que ela coloque em prática.

Incentive-o a estudar a Bíblia. Mesmo depois do “novo sim”, é preciso seguir estudando a Bíblia. Por isso, convide essa pessoa a participar do seu Pequeno Grupo e da sua classe de Escola Sabatina. Os conhecimentos bíblicos sempre precisam ser revisitados.

Faça dele um discípulo. Todo esse processo terá sentido quando essa pessoa estiver apta para auxiliar outra pessoa que também retornará para a igreja. O pastor Joni Roger conclui que essa é a essência do discipulado: “trazer para perto de mim quem eu quero que esteja perto de Jesus, e ajudá-lo(a) a fazer o mesmo por outro alguém.”