Notícias Adventistas

Com tema inspirado em ateliês, encontro estimula mulheres a renovarem vida cristã

Retiro do Ministério da Mulher contou com a participação de especialistas em saúde mental

Por Douglas Pessoa 6 de outubro de 2019

A cantora Patricia Romania esteve presente no evento

O primeiro final de semana de outubro foi de celebração para 570 mulheres gaúchas que pegaram estrada rumo a Bento Gonçalves, na Serra, e participaram de mais uma edição do Retiro do Ministério da Mulher. Organizado pelo escritório que administra a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) no centro do estado, o encontro de três dias teve como tema o universo da tecelagem e da arte de fazer e refazer as mais variadas roupas.

Leia também:

Tendo como palavra-chave o nome Revestidas, o cenário, em tom rosa e com a presença de manequins cobertos de tecidos cuidadosamente cortados, tem uma explicação: a ideia foi relacionar o corte e costura com a necessidade de se deixar ser usada por Deus . “Esse tema Revestidas partiu da proposta de trabalhar essa palavra em dois sentidos: primeiro porque precisamos estar revestidas do poder do Espírito Santo e segundo porque queremos dialogar sobre modéstia cristã”, explica Claudete Cardoso, líder do Ministério da Mulher no centro do RS.

Ela também explica que o propósito também é envolver as mulheres e fazer com que elas saíssem do evento inspiradas e motivadas para levar a mensagem cristã para outras pessoas. “A materialização desse anseio através da temática de um ateliê foi feita porque o ambiente de corte e costura é um lugar onde tudo é moldado através dos cortes e da construção. Então durante o programa elas vão tirar as vestimentas simbólicas da insegurança, da raiva e do remorso para serem revestidas do amor, da compreensão e do perdão. Essa foi a analogia”, explica Claudete.

Além do aprendizado espiritual, o Retiro do Ministério da Mulher também é uma oportunidade para recreação e troca de contatos entre as participantes. “Deus nos presenteou com um final de semana para termos esse momento especial entre amigas para nos confraternizarmos e estarmos juntas”, conta. Durante a programação do Retiro, as palestrantes também falaram sobre temas específicos do público feminino, como os desafios que elas enfrentam no casamento e na família.

A palavra Revestida também foi usada como símbolo da oportunidade de recomeçar certos aspectos da vida que se iniciaram de maneira errônea. É o que explica Denise Lopes, líder do Ministério da Mulher nos três estados do Sul e palestrante do evento. “A nossa vida foi formada pelas mais variadas experiências. Nós fomos moldados por ângulos diferentes na nossa vida emocional, física e espiritual. Então quando a gente vem para um encontro onde esses temas são abordados podemos refletir que não importa o que tem acontecido no passado, é sempre possível recomeçar. A ideia de “Revestir” é “vestir de novo”, pois Deus tem como limpar a nossa veste e fazer os ajustes necessários para nos sentirmos plenas”, explica.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox