Notícias Adventistas

Aposentada quase desiste de entregar livros do Impacto Esperança

Em resposta à sua oração, exemplar entregue por ela mudou a vida de Marcos, que está prestes a deixar a prisão

Por Jenny Vieira 27 de outubro de 2020

Marcos recebeu o livro na prisão e decidiu entregar a vida a Jesus (Foto: Pixabay)

Marcos da Silva (nome fictício) é um dos detentos na Unidade Prisional de Miracema, no Tocantins. Contudo, desde agosto do ano passado, ganhou um tipo de liberdade que nem a vida fora das grades pode oferecer: decidiu entregar a vida a Cristo.

Tudo começou em 2018, com uma oração. Maria José, uma aposentada que tem como ministério pessoal compartilhar a esperança contida na Bíblia, recolheu pela sua casa todos os livros do Impacto Esperança que haviam restado de anos anteriores. Com 15 exemplares em mãos, orou: “Senhor, vou parar de gastar dinheiro comprando livros, pois nunca vi alguém se converter por tê-los recebido. Se essa não for a Sua vontade, me mostre por meio desses últimos livros que vou entregar.”

Leia também:

Maria seguiu para a prisão de Miracema, onde estudava a Bíblia com um grupo de presos. Ao chegar, distribuiu os livros a eles. A cada semana, o estudo da Bíblia continuava e vários rapazes estavam interessados. Contudo, um deles nunca aceitava participar. Quando era convidado pelos amigos, respondia: “Não vou. Estou lendo um livro.”

Três meses depois, em uma das visitas de Maria à prisão, Marcos se apresentou e disse que havia conhecido a Jesus por meio do título Esperança Viva, e que queria estudar a Bíblia com ela. Para a aposentada, foi uma surpresa e resposta de oração. “Eu fico emocionada com histórias assim. Foi um trabalho árduo, mas com um resultado incrível. Até agora foram três pessoas batizadas, mas já têm mais duas que pretendem fazer o mesmo, assim que a pandemia passar”, comemora.

Resposta à oração

Marcos decidiu-se pelo batismo com mais dois colegas de sua unidade, em agosto de 2019. Saiu da prisão escoltado apenas para ir à igreja ser batizado. Depois, retornou para cumprir sua pena, que se encerra no dia 3 de dezembro deste ano. Desde que conheceu a Cristo, tem ensinado sobre Ele para novos presos. Com alguns colegas, realiza cultos e estudos todos os dias dentro da cadeia.

Maria José decidiu continuar espalhando esperança por meio da entrega de livros. No próximo sábado, 31, dia do Impacto Esperança, distribuirá exemplares em sua vizinhança. “Eu desafiei a Deus e Ele me mostrou que tem poder para salvar pessoas por meio do livro. Por isso, não posso ficar parada. Vou sair, tomando todos os cuidados por conta da pandemia, mas vou entregar livros para todos os que eu encontrar”, conclui determinada.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox