Notícias Adventistas

Adventistas se envolvem em evangelismo na serra catarinense

Lages realizou a Semana da Esperança e levou 33 pessoas a aceitaram Cristo, além de dezenas de outras que aceitaram estudar a Bíblia

Por Daniel Gonçalves, com colaboração de Jônatas Goulart 23 de outubro de 2018

Batismos ocorreram pela ação do Espírito Santo no coração das pessoas através do envolvimento dos membros locais

A Igreja Adventista na serra catarinense vive um momento ímpar em sua caminhada de evangelização. Isso tornou-se visível na Semana da Esperança, que lotou o templo Adventista Central de Lages entre os dias 14 a 21 de outubro. Nem mesmo o frio ou alguns dias chuvosos intimidaram as pessoas. Caravanas das cidades de Palmeira e Otacílio Costa, além de pessoas dos mais diversos bairros de Lages, se mobilizaram e o que se viu foi uma plateia atenta aos ensinamentos ministrados pelos pastores Jeferson Fortes e Edvaldo Maciel, Evangelista e Evangelista Associado da sede administrativa adventista regional, a Associação Catarinense.

Eles discorreram sobre o tema “A batalha final” e o que se viu foi um “exército” vencedor. E não é para menos. A semana contabilizou 33 batismos, dezenas de pessoas que tomaram a decisão de estudar a Bíblia e uma igreja reavivada na fraternidade e comunhão, disposta e comprometida para o serviço. “O segredo para o êxito desta semana evangelística foi a oração, o preparo, a ação e o serviço”, explica o pastor Filipe Canarin, distrital.

Desde o início do ano, jovens missionários do projeto “Um Ano Em Missão” atuam na cidade e eles tem visitado famílias e atendendo as necessidades materiais e espirituais das pessoas. “É uma operação conta-gotas”, frisa o pastor Paulo Ricardo de Souza, responsável pelos missionários. “Acompanhar a decisão pelo batismo e ver vidas transformadas é a ‘cereja do bolo’”, completa Renan Santos, missionário do projeto.

As igrejas da região também se mobilizaram ao longo do ano realizando classes bíblicas, séries especiais nos cultos de domingo à noite, além de marcarem presença em importantes momentos na comunidade como campanhas do agasalho, mobilizações em prol da doação de sangue e desfile cívico. “A igreja passa a ser conhecida e relevante. O resultado? O evangelho é exaltado”, vibra o pastor Canarin.

Na avaliação dos pastores envolvidos, tudo o que aconteceu foi uma espécie de semeadura onde a Semana da Esperança foi comparada a uma colheita. “Foi uma bênção!”, foi a unânime opinião dos pastores Jeferson Fortes e Edvaldo Maciel ao avaliar o evento. “A gente percebe nas pessoas vontade de aprender, sede de esperança e vontade de desfrutar do amor de Deus”, destaca o pastor Edvaldo.

Já estão agendados até o final do ano mais batismos, encontros de mobilização e treinamento de novos membros.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox