Notícias Adventistas

Projeto incentiva mulheres a praticarem atividade física durante pandemia

Prática ocorreu antes da fase emergencial da quarentena. Em local aberto, 25 mulheres praticaram caminhada.

Por Vanessa Moraes 18 de março de 2021

Ao ar livre, 25 mulheres praticaram caminhada como pontapé ao incentivo da atividade física (Foto: Arquivo Pessoal).

Ele faz bem à saúde mental, aumenta os níveis de energia, melhora a saúde da pele e o sono, auxilia no processo de perda de peso, relaxa o corpo e reduz o risco de desenvolver doenças crônicas. Já adivinhou sobre “quem” estamos falando? Se você disse “exercício físico”, ganhou um ponto. Se errou, faça 20 flexões.

Leia também:

Com a chegada da pandemia, da nova rotina de aulas virtuais, home office e outros afazeres, muitas mulheres deixaram de praticar atividade física para dar atenção a outros propósitos, principalmente nesta fase emergencial, em que as academias estão fechadas.

Caminhada do bem

Pensando no bem-estar físico e mental do público feminino, especialmente neste período, o Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Parque Paulistano, na região leste da capital paulista, passou a incentivar as mulheres a fazerem exercícios físicos. A motivação começou no mês passado, antes da fase mais restritiva da quarentena, quando 25 mulheres realizaram uma caminhada num local aberto, seguindo todas as medidas de segurança sanitária. A atividade foi praticada sob orientação da treinadora Jaqueline Guimarães e acompanhada pela vice-diretora do Ministério da Mulher da igreja local, Bruna Silvana.

A ação faz parte do projeto “Viva + Mulher” da igreja local, iniciativa criada pelo Ministério da Mulher da Associação Paulista Leste, sede regional da Igreja Adventista, que auxilia mulheres a praticar hábitos saudáveis a fim de adquirir melhor qualidade de vida.

De acordo com a organizadora da ação e líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Parque Paulistano, Carolina Carneiro, o público feminino representa 61,6% de sua igreja local. “Nosso propósito é incentivar, através da amizade, a todas as mulheres e seus familiares a praticarem atividade física. Às convidadas, além da atividade física, nosso objetivo é plantar uma semente de esperança em seus corações”, explica. Das 25 mulheres que participaram da primeira caminhada, cinco não são adventistas, mas aceitaram o convite de amigas, que são membros da igreja, para se juntar ao grupo.

Mulheres também aprenderam a importância do alongamento antes da atividade física (Foto: Arquivo Pessoal).

Energias recarregadas

No final da caminhada, cada participante ganhou um kit com produtos para repor as energias, incluindo um snack saudável enviado de presente pela Superbom.

“Após a fase emergencial, nosso objetivo é continuar a fazer caminhadas, cumprindo os protocolos de segurança sanitária. Este será um impulso para que essas mulheres liderem as atividades físicas também em casa, com a família”, afirma Carolina.

Isabel de Jesus Trindade, de 66 anos, não é membro da Igreja Adventista, mas recebeu o convite de uma amiga e aceitou participar da caminhada. “Gostei muito desse grupo de mulheres maravilhosas da igreja. Espero participar mais. Já estou na espera da próxima caminhada”, comenta, animada.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox