Notícias Adventistas

Estilo de Vida

Jovens se voluntariam para programa missionário de férias do verão

Missão Calebe 5.0 vai envolver cerca dois mil jovens voluntários no Paraná.


  • Share:
10474453_893719103992161_5972217063870907918_n

Cerca de 3 mil jovens aceitaram o desafio de participar da Missão Calebe no Paraná (Fotos: Pedro Matos e Rudy Barros).

Curitiba, PR… [ASN] O verão está chegando e com ele toda uma expectativa para aproveitar a estação do ano que é sinônimo do sol, férias e muita curtição. Alguns fazem planos para ir à praia, já outros querem viajar para o interior. Roteiros a parte, uma turma de jovens do Paraná já decidiu o que vai fazer nos dias de folga: trabalho voluntário e missionário. Eles fazem parte da Missão Calebe, um programa da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

“Ser Calebe significa ter uma experiência única com Deus e consigo mesmo. Ao invés de participarem das mesmas atividades do verão passado, eles são desafiados a servirem a comunidade com trabalhos sociais, realizarem evangelismo em locais onde não há presença adventista, buscarem a Deus e tudo isso rodeado com seu grupo de amigos. Ser Calebe é passar momentos únicos que só quem sabe descrever é quem foi corajoso de aceitar o desafio”, explica o líder dos jovens adventista na região central do Paraná, pr. Joni Oliveira.

E para orientar essa juventude bem como consagrá-los para o serviço, um culto de dedicação da Missão Calebe 5.0 aconteceu no último sábado (29.11) na igreja central de Curitiba. Quase três mil jovens vieram das diferentes partes do Estado, desde o litoral até o Centro-Sul, representando as duas regiões administrativas da Igreja Adventista, Associação Central e Sul Paranaense (ACP e ASP).

365A7402

Do litoral a região Centro-Sul do Paraná mais de 50 pontos de evangelismo formarão a Missão Calebe 5.0 

“Antes da missão é preciso ter comunhão e relacionamento com Deus para que todo o trabalho dê certo. Deus busca os jovens que estão dispostos a servir, mesmo que eles não tenham o talento de pregar, cantar ou falar, por que o próprio Jesus vai capacitá-los para a missão. Quando estamos consagrados, vamos para o serviço com mais vontade de fazer mais e melhor”, ressalta o líder dos jovens adventistas na região sul do Paraná, Rafael Santos.

Férias no Topo

Durante o culto houve a orientação de onde vão funcionar os pontos de evangelismo, cerca de 50 bases, os materiais do kit Calebe (camiseta, squeeze, mochila, boné, diário de bordo, estudo bíblico e Bíblia), a divisão das equipes e as formas de trabalho para o programa deste ano. O batismo da estudante Fabiele Queiroz, que veio do município de Piraí do Sul, e a cerimônia de Santa Ceia foram um dos pontos altos deste culto.

“Essa vai ser a primeira vez que vou ser Calebe e estou bem ansiosa, nunca passei férias longe de casa e dos meus pais e agora vou ficar quinze dias totalmente em algo diferente. Antes mesmo de me batizar eu já sentia vontade de ser Calebe, agora que me batizei numa programa de Calebe, minha decisão está mais do que tomada”, comenta a jovem que vai ser Calebe pela primeira vez, atuando na cidade de Tibagi.

10411857_893719277325477_6017677254180509653_n

Culto de consagração reuniu jovens que vão parte das férias para trabalho voluntário e missionário.

Para os jovens que vão dedicar as férias no serviço voluntário, as programações das duas associações acontecem em datas separadas, contudo ambas tem duração de 15 dias. A da ACP vai do dia 10 a 24, já a da ASP acontece entre os dias 17 a 31 de janeiro. Acomodações, alimentação e material básico para o trabalho, bem como um líder para a equipe são de responsabilidade das administrações religiosas.

“Se estiver com meus amigos é bom, imagine estar com eles e fazendo algo de bom para outras pessoas, tendo como resultado a salvação delas para o Céu. No último Calebe ajudei a batizar 20 pessoas e no próximo quero envolver ainda mais pessoas. É muito bom sentir que estamos sendo usados por Deus, porque do que adianta a gente sentir as bênçãos dEle e não repartirmos com os outros? Precisamos ser cristãos práticos”, afirma Elias de Souza que já foi pra duas edições do Calebe e que em janeiro de 2015 vai servir em São Mateus do Sul.

Vários foram os momentos emocionantes do programa do último sábado, contudo uma história em especial mexeu bastante com o público jovem. A história de Ramiro Juventino, que veio de Recife (PE), mostra o quão longe pode ir uma pessoa que tem sonhos e se coloca a disposição de Jesus. Ele que é portador da síndrome de Mucopolissacaridose (MPS tipo 6), causadas por deficiência de enzimas e que afeta  cérebro, olhos, ouvidos, coração, fígado, ossos e articulações, já é Calebe há oito anos seguidos.

1237596_893719417325463_5119195176309838968_n

Ramiro Juventino, portador da síndrome de Mucopolissacaridose, mostra o quanto pode fazer quem trabalha por Cristo.

“Enquanto eu tiver vida, não vou deixar de fazer a minha parte para levar esperança e salvação para as pessoas que ainda não conhecem a Deus. Ser Calebe me ajuda a fortalecer a fé e perceber que a minha deficiência é muito pequena ao lado do que posso conseguir. Em cada missão Calebe passo uma nova experiência que me torna uma pessoa melhor e com vontade de ver Jesus voltar ainda em minha época”, comenta Ramiro.

Para você que também deseja ter essa experiência única e ter suas férias no topo, se aliste hoje mesmo com a sua secretária do Ministério Jovem. Para os voluntários da ACP procure pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone (041) 3331-5682 falando com Estela Elesbão. Já para a juventude da ASP, basta buscar algum pastor distrital [Equipe ASN, Mairon Hothon]

Para ver mais fotos do evento, acesse os fan pages das associações ACP e ASP.